Salvador, 25 de June de 2019
Acesse aqui:                
Banner
facebookorkuttwitteremail
Elaboração de um bom currículo pode garantir entrevista. Por Thomas Case
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Comportamento
Seg, 24 de Março de 2008 04:22
Um currículo bem feito não é uma panacéia, mas facilita o caminho para conseguir entrevistas e ajuda a orientar os recrutadores. São enormes as chances de que um currículo mal feito seja relegado à pilha dos candidatos desinteressantes. Mas, se você conseguir produzir uma boa impressão, ele pode abrir portas. Para fazer um bom currículo, é preciso tomar certos cuidados:

1) Não abuse da paciência do entrevistador
Seja conciso pois ninguém agüenta ler mais de três páginas. Para executivos jovens, uma página é suficiente. Executivos com mais tempo de carreira podem se estender mais e nestes casos, se o currículo for muito breve, parece que ele realizou pouca coisa. Use frases curtas e evite adjetivos. Deixe margens largas e não use letras muito pequenas, lembre-se de que a maioria dos recrutadores tem mais de 40 anos e já não enxerga tão bem.

2) Vá ao ponto
Quando se tem várias experiências anteriores, convém abrir o currículo com um sumário executivo no qual, em 30 segundos de leitura, o candidato exponha seu objetivo (exemplo: Cargo Executivo na Área Industrial ou Diretor/Gerente da Área Industrial) e relacione, em tópicos curtos, as experiências profissionais que justificam a pretensão. O sumário é desnecessário para quem só teve um ou dois empregos.

3) A propaganda é a alma do negócio
Recorra a softwares de editoração eletrônica e impressoras a laser para produzir um currículo bonito. Se você foi promovido várias vezes, é importante enfatizar isso. Itens de sua carreira que não colaboram com suas ambições devem ser pouco enfatizados ou postos de lado. Inicie as frases com verbos de ação, como construí, reduzi, administrei, organizei etc. Não conte o porquê de ter deixado os empregos anteriores. Isso é assunto para a entrevista.

4) Cuidado com o português
Erros de ortografia, gramática e digitação causam péssima impressão. Peça ajuda a quem conhece bem as regras do português para revisar o texto.

5) Não se esconda
Certifique-se de colocar nome, endereço e telefone logo no início da primeira página. Currículos são lidos rapidamente e essas informações são fundamentais para você ser encontrado.

6) Evite
Números de RG ou de título de eleitor são informações irrelevantes. Também não se deve informar raça, religião e filiação partidária pois estes são assuntos que nada tem a ver com sua competência. Salários anteriores, pretensão salarial e referências só devem ser apresentadas na entrevista.

Os tipos de currículos

Há três modelos básicos, o currículo cronológico, o currículo funcional e o cronológico-funcional. Saiba quando usar cada um deles.

- Cronológico: apresenta as experiências profissionais na ordem cronológica inversa (as mais recentes primeiro) e permite expressar os resultados que alcançou em cada emprego. É a mais apreciada pelos entrevistadores, porque dá uma visão geral do crescimento na carreira.

- Funcional: destaca funções e não os empregadores. É o melhor modelo para quem mudou de emprego com freqüência, teve outras carreiras ou experiências curtas pois permite que essas informações, que não ajudam a conseguir o cargo pretendido, sejam pouco enfatizadas. Só no final se apresenta a relação cronológica dos empregadores.

- Cronológico-Funcional: associa a ordem cronológica inversa dos empregadores com os cargos, realçando a experiência. É o modelo mais forte e comunicativo. É o mais adequado para quem teve uma carreira sólida e estável, e bastante experiência.

Como lidar com os pontos fracos

É possível minimizar suas fraquezas no currículo e, assim, aumentar as chances de ser chamado para uma entrevista. E, se você causar boa impressão no contato pessoal, os pontos fracos podem não fazer tanta diferença. Minimizar os defeitos é uma coisa, mentir é outra. Jamais inclua informações falsas, pois isso destrói sua credibilidade. Seguem algumas dicas:

- Ponto fraco: seus últimos empregos tiveram curta duração, depois de um longo período de estabilidade, ou não estavam relacionados com o cargo que você busca agora.

- Solução: escreva o currículo na ordem cronológica, em vez da ordem cronológica inversa. Elimine empregos mais antigos. Assim, o primeiro emprego a aparecer será aquele que você quer mostrar ou aquele em que ficou mais tempo. Ou use o currículo funcional.

- Ponto fraco: há grandes períodos de desemprego em seu currículo
- Solução: não inclua datas exatas de entrada ou de saída dos empregos. Mencione somente os anos. Mas esteja preparado para explicar o que aconteceu na hora da entrevista.

- Ponto fraco: você freqüentou uma universidade, mas não concluiu o curso
- Solução: nunca minta sobre suas qualificações. Mas você pode amenizar o ponto fraco dizendo que "estudou administração de empresas", embora não tenha se graduado. Descreva suas qualificações educacionais no final, não no início do currículo

- Ponto fraco: você tem mais de 45 anos
- Solução: não mencione a idade nem os anos que freqüentou a universidade e elimine empregos antigos sem relevância, para parecer mais jovem.

- Ponto fraco: você mora numa cidade mas quer se mudar para outra.
- Solução: empregadores hesitam em chamar candidatos de outras cidades. Providencie uma caixa postal ou um telefone de recados na cidade em que pretende trabalhar.      

Saiba como lidar com seus pontos fracos na hora de fazer o currículo

É possível minimizar suas fraquezas no currículo e, assim, aumentar as chances de ser chamado para uma entrevista. E, se você causar boa impressão no contato pessoal, os pontos fracos podem não fazer tanta diferença. Minimizar os defeitos é uma coisa, mentir é outra. Jamais inclua informações falsas, pois isso destrói sua credibilidade. Seguem algumas dicas:

- Ponto fraco: seus últimos empregos tiveram curta duração, depois de um longo período de estabilidade, ou não estavam relacionados com o cargo que você busca agora.

- Solução: escreva o currículo na ordem cronológica, em vez da ordem cronológica inversa. Elimine empregos mais antigos. Assim, o primeiro emprego a aparecer será aquele que você quer mostrar ou aquele em que ficou mais tempo. Ou use o currículo funcional.

- Ponto fraco: há grandes períodos de desemprego em seu currículo
- Solução: não inclua datas exatas de entrada ou de saída dos empregos. Mencione somente os anos. Mas esteja preparado para explicar o que aconteceu na hora da entrevista.

- Ponto fraco: você freqüentou uma universidade, mas não concluiu o curso
- Solução: nunca minta sobre suas qualificações. Mas você pode amenizar o ponto fraco dizendo que "estudou administração de empresas", embora não tenha se graduado. Descreva suas qualificações educacionais no final, não no início do currículo

- Ponto fraco: você tem mais de 45 anos
- Solução: não mencione a idade nem os anos que freqüentou a universidade e elimine empregos antigos sem relevância, para parecer mais jovem.

- Ponto fraco: você mora numa cidade mas quer se mudar para outra.
- Solução: empregadores hesitam em chamar candidatos de outras cidades. Providencie uma caixa postal ou um telefone de recados na cidade em que pretende trabalhar.
  Há três modelos básicos, o currículo cronológico, o currículo funcional e o cronológico-funcional. Saiba quando usar cada um deles.

  • Cronológico: apresenta as experiências profissionais na ordem cronológica inversa (as mais recentes primeiro) e permite expressar os resultados que alcançou em cada emprego. É a mais apreciada pelos entrevistadores, porque dá uma visão geral do crescimento na carreira.
  • Funcional: destaca funções e não os empregadores. É o melhor modelo para quem mudou de emprego com freqüência, teve outras carreiras ou experiências curtas pois permite que essas informações, que não ajudam a conseguir o cargo pretendido, sejam pouco enfatizadas. Só no final se apresenta a relação cronológica dos empregadores.
  • Cronológico-Funcional: associa a ordem cronológica inversa dos empregadores com os cargos, realçando a experiência. É o modelo mais forte e comunicativo. É o mais adequado para quem teve uma carreira sólida e estável, e bastante experiência.

    Fonte: Como Conquistar um Ótimo Emprego, de Thomas Case
  • Compartilhe:

    Última atualização em Seg, 24 de Março de 2008 07:59
     

    Adicionar comentário


    Código de segurança
    Atualizar

    O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

    CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

    FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

    • 06.03.19.018Patuskada para Exu Bouzanfrain. 06 Mar 2019
    • 05.03.19.218Carnaval no Pelô. Alb 2. 05 Mar 2019
    • 05.03.19.087Carnaval no Pelô. Alb 1. 05 Mar 2019
    • 04.03.19.293-1Ilê Aiyê. Campo Grande. Alb 2. 04 Mar 2019
    • 04.03.19.258Ilê Aiyê. Campo Grande. Alb 1. 04 Mar 2019
    • 04.03.19.153Mudança do Garcia. Festa Ednice. 04 Mar 2019

    Parabéns Aniversariantes do Dia

    loader
    publicidade

    ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

    GALERIAS DE ARTE

    Mais galerias de arte...

    ENQUETE 1

    Qual é o melhor dia para sair a noite?