Salvador, 03 de June de 2020
Acesse aqui:                
Banner
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
País precisa pedir desculpas ao PT antes que seja tarde. Por Gustavo Conde
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Cidadania
Sex, 22 de Maio de 2020 07:39
Gustavo_CondeO que está impedindo a sociedade brasileira de dar um basta nesta situação catastrófica?

A recusa desta mesma sociedade em pedir desculpas a Lula, a Dilma e ao PT.

Enquanto o país (imprensa, empresários, classe média, setores sectários) não se desculpar pela violência que cometeu contra o PT, continuaremos sendo castigados.

É só pedir desculpas. Não dói.

E por que isso resolveria?

Porque o trauma é muito grande. Ele nos paralisa. A violência cometida contra a democracia não é uma coisa simples e boba, passageira, é algo que marca com a profundidade de uma geração a todos nós, tragicamente marcados por uma onda de ódio, de imposturas, de linchamento e de desprezo mútuo pela vida humana.

Bolsonaro é fruto direto do antipetismo. O que o estrutura enquanto agente da morte é o ódio ao PT, a Lula e a Dilma.

Traduzindo: precisamos combater o antipetismo para virar essa página e superar esse momento.

Na semântica ainda interditada por agentes do terror infiltrados no Ministério Público, no Poder Judiciário, na imprensa e nos aparelhos religiosos pulverizados pelos interiores do país - essa pústula de fanatismo e histeria -, antipetismo é sinônimo de anti-democracia, anti-Brasil e anti-povo.

Nossa ferida é essa. Não há plano B ou C.

Enquanto a sociedade brasileira não fizer as "pazes" com o PT, o partido político mais humanizado da nossa história, prosseguiremos mergulhando no caos, na morte, no atraso, na covardia e na paralisia.

Seria precisa uma liderança para isso, óbvio.

Esses setores heterogêneos jamais irão se articular sozinhos e desagregados. Não há possibilidade de combustão espontânea à saturação genocida do nazismo bolsonarista.

O nazismo esmaga, mata, cancela e se renova com a bestialidade e o oportunismo estruturais encravados na terra moral arrasada que é o caráter dos 20% apodrecidos da população brasileira.

Isso não terá fim, se não dermos um fim.

O processo portanto é construir esse pedido de desculpas gigantesco e necessário de "fora do PT" para que possamos receber democraticamente esse partido que nos legou a nossa maior porção de humanidade e de estrutura social politicamente organizada.

Não esqueçamos: o coronavírus ainda não dizimou mais a população brasileira, porque o SUS está segurando maiores explosões de mortes. E o SUS é herança direta da governança responsável, humanizada e democrática do PT - ainda que tenha sido obra da Constituição de 88.

Lula e Dilma construíram 68 mil leitos de hospital nos 13 anos em que governaram o país. São esses 68 mil leitos que operam o milagre de não transformar o Brasil - ainda - em uma carnificina chocante e generalizada.

Essa mesma herança virtuosa de governos democráticos do PT vale para a economia e para o combalido cinturão de proteção social.

Em suma, o Brasil é "governado" pela "gordura logística" deixada por Lula e Dilma. E só. O resto é destruição em massa.

Por isso, reitero: se não os organizarmos para pedir essa desculpa histórica ao PT, seguiremos em nosso protocolo suicida.

Esse momento vai chegando, ainda que hajam muitas resistências a ele. O PT já dá saudade em muita gente 'improvável'. Mas é preciso massificar esse movimento.

A sociedade brasileira deve isso a Lula, a Dilma e ao PT. É um gesto de gratidão, de humildade e de sobrevivência.

As desculpas que Lula pediu por sua 'frase infeliz' talvez tenham sido uma sinalização da história nesse sentido. Lula disse: 'desculpas foram feitas para serem pedidas'.

Tenhamos a decência e a grandeza de pedir desculpas a esse partido tão massacrado por nosso jornalismo de cativeiro durante tanto tempo.

O PT é um dos agentes mais importantes da consolidação da extinta democracia brasileira pós ditadura. Este partido nos deu uma aula de democracia, reconhecendo derrotas e não mergulhando em aventuras golpistas.

O PT foi um choque para a nossa elite e nossa cultura política da avacalhação e do golpe. Ele mostrou que era possível ter um país sem essa engrenagem da escravização e do seviciamento institucionalizado.

A recusa em não reconhecer isso é que nos prende ao passado e a Bolsonaro e suas práticas genocidas.

Sejamos humildes para reconhecer isso. Em breve, chegaremos a 30 mil mortes por coronavírus no bojo da política de extermínio premonitória de um certo agente da ditadura - herança podre do passado - disfarçado de deputado e, agora, travestido de presidente.

Superar Bolsonaro é superar o antipetismo estrutural que ainda nos assola (e desculpas foram feitas para serem pedidas).

Artigo publicado originalmente no site 247

Compartilhe:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 24.02.2020.471Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 4. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.325Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 3. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.230Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 2. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.113Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 1. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.152Mudança, Magary, Motumbá. C. Grande. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.102Didá & Respeita as Minas. Campo Grande. 24 Fev 2020

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

HUMOR

  • Impeachement_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?