Salvador, 19 de September de 2019
Acesse aqui:                
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
Fábrica de traidores, Por Frederico Rocha Ferreira
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Dando o que Falar
Ter, 25 de Setembro de 2018 04:36

Frederico_RochaferreiraO instrumento da delação premiada revelou não só uma grande plêiade de corruptos e corruptores compondo o sistema político-empresarial brasileiro, mas também a natureza traiçoeira e covarde desses indivíduos.

Todos a princípio são parceiros, amigos e inocentes até o acerto de delação com a justiça, quando então, se confessam culpados e apontam o dedo para seus cumplices em troca do perdão de seus crimes.

A delação é tão abjeta que até mesmo as organizações criminosas urbanas1 punem os traidores com a morte. No Brasil, o instrumento da delação tem sido utilizado não como forma auxiliar da justiça pelo arrependimento criminoso, mas como ferramenta de coação2 para efeito de deduragem e como barganha pelos criminosos, para diminuírem ou se livrarem das penas. Assim temos exposto o caráter movediço tanto dos servidores da lei, quando de corruptos e corruptores, tornando mais hediondo o criminoso em seu crime e mais hedionda a justiça no cumprimento da lei, na medida em que fixa como fundamento ético nessa relação, a traição.

Carlos Heitor Cony; falando dos porões da ditatura dos anos de chumbo de 64, cita o instrumento da delação utilizado pelo militares: “De todas as violências e ilegalidades postas em prática pela quartelada do golpe de 64, a mais repugnante, a mais abjeta, foi a oficialização da delação3” e hoje a temos novamente, oficializada e servindo a criminosos covardes e a uma justiça suspeita.

O individuo covarde, não mede esforços em lançar mão da traição como forma de escapar das garras da lei, não poupa companheiros de crime, nem mesmo os amigos. O empreiteiro Fernando Cavendish e o ex-governador Sérgio Cabral; é um exemplo de que toda amizade termina num acerto de traição. Em 2009, ano em que o Maracanã foi fechado para as obras da Copa do Mundo, Cavendish e Cabral aparecem em um descontraído jantar em Paris4.

No vídeo de 3:14, estão Sérgio Cabral e a esposa Adriana Ancelmo; Fernando Cavendish e Jordana Kfuri; Sérgio Cortez e esposa; além de outros convidados. Em animada conversa Cabral insiste para Cavendish marcar a data do casamento com Jordana, que viria a falecer num acidente de helicóptero em 2011.

Na ocasião do trágico acidente, o então governador Sergio Cabral participava de um almoço com a família de Cavendish no Villa Vignoble Terravista Resort, em Trancoso e depois do almoço, os convidados começaram a ser levados de helicóptero para o Jacumã Ocean Resort, a 15 km e foi numa dessas viagens que aconteceu o acidente vitimando Jordana Kfuri, mulher de Cavendish e a namorada do filho de Sérgio Cabral, Mariana Noleto, além do piloto do helicóptero5.

Em junho de 2016, Cavendish é preso na Operação Saqueador, da Polícia Federal, que apurava um esquema de lavagem de dinheiro da ordem de R$ 370 milhões desviados dos cofres públicos. Pouco mais de três semanas na prisão foi suficiente para o empreiteiro fazer um acordo de delação6 e trinta dias depois, já gozava da prisão domiciliar concedida pelo Superior Tribunal de Justiça7, posteriormente retirada pelo juiz Marcelo Bretas8, assegurando ao empreiteiro responder o processo em liberdade.

Em junho saiu a primeira condenação de Cavendish. O juiz Marcelo Bretas bateu o martelo em quatro anos de prisão, em regime semi-aberto e agora em setembro, a segunda condenação; três anos em regime aberto9, enquanto o ex-governador dedurado, está preso em regime fechado e o somatório das penas impostas pelo mesmo juiz, já soma 183 anos de prisão10.

A delação de Fernando Cavendish é mais uma no rol das parcerias ilícitas entre famílias amigas e onde inexiste o escrúpulo em trair para livrar a própria pele, em parte, pelo espírito fraco e covarde dos envolvidos, em parte pelo execrável instrumento de coação praticado pela justiça no âmbito da Lava-Jato, que a vem transformando numa fábrica de traidores.

Referências:

  1. https://oglobo.globo.com/rio/estatuto-do-pcc-revela-que-preco-da-traicao-a-morte-22478005
  2. https://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/06/1649005-prisoes-da-lava-jato-sao-usadas-para-coagir-diz-jurista.shtml
  3. https://www.brasil247.com/pt/blog/paulomoreiraleite/336433/Mem%C3%B3ria-inc%C3%B4moda-m%C3%ADdia-ignora-o-Cony-que-resistiu-a-ditadura-de-64.htm
  4. https://www.youtube.com/watch?v=bMBBP4bwALM
  5. http://www.jb.com.br/rio/noticias/2012/03/29/investigacao-sobre-acidente-que-matou-namorada-do-filho-de-cabral-arrasta-se/
  6. https://www.brasil247.com/pt/247/rio247/243680/Dela%C3%A7%C3%A3o-de-Cavendish-tem-o-alvo-n%C3%BAmero-1-Cabral.htm
  7. http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,stj-manda-cachoeira-e-cavendish-de-volta-para-prisao-domiciliar,10000070030
  8. https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/justica-federal-retira-a-prisao-domiciliar-de-fernando-cavendish.ghtml
  9. https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/06/cavendish-e-condenado-a-4-anos-de-prisao-por-bretas.shtml
  10. https://br.noticias.yahoo.com/cabral-acumula-183-anos-pena-000000746.html
Artigo publicado originalmente em https://jornalggn.com.br/blog/frederico-rochaferreira/fabrica-de-traidores

Compartilhe:

 

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 06.03.19.115Patuskada para Exu Bouzanfrain. 06 Mar 2019
  • 05.03.19.257Carnaval no Pelô. Alb 2. 05 Mar 2019
  • 05.03.19.127Carnaval no Pelô. Alb 1. 05 Mar 2019
  • 04.03.19.297-1Ilê Aiyê. Campo Grande. Alb 2. 04 Mar 2019
  • 04.03.19.282Ilê Aiyê. Campo Grande. Alb 1. 04 Mar 2019
  • 04.03.19.159Mudança do Garcia. Festa Ednice. 04 Mar 2019

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

HUMOR

  • Cocaina_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?