Salvador, 25 de January de 2021
Acesse aqui:                
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
Joe Biden está de volta, a mítica América, não . Por Lúcia Guimarães
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Dando o que Falar
Qui, 26 de Novembro de 2020 04:15

Lucia_Guimaraes“A América está de volta.”  A frase foi repetida pelo presidente eleito Joe Biden a líderes estrangeiros que telefonaram para dar parabéns pela vitória. E foi o mote da apresentação de um primeiro time do alto escalão de segurança nacional de seu governo.

Deixando de lado o fato de que talvez, com exceção de britânicos, o resto do mundo não se refere aos Estados Unidos como sinônimo de todo o continente americano, o recado era claro: a diplomacia está de volta, e também o país engajado com seus aliados, membro de órgãos a tratados multilaterais.

Mas o termo “América” lembra também o autoengano que tanto marcou o país no século 20 e uma ideia na qual Biden e os nomes do gabinete até agora anunciados acreditam, a do excepcionalismo americano.


Na terça (24) Biden disse, numa entrevista, que seu governo não será uma terceira gestão Obama, admitindo o óbvio, o mundo que ele encontra em 2021 não é o que Obama recebeu em 2009.

O país está mais fragilizado do que em qualquer outro período desde a Segunda Guerra, economicamente vulnerável e insustentavelmente desigual, sem falar do fosso cultural agravado pela desinformação na era digital.


Mas, aos 78 anos, Biden é um pio defensor do excepcionalismo como guia do papel dos EUA no mundo e adepto de proclamações como “somos os líderes do mundo livre” e “precisamos recuperar nosso assento à cabeceira”.

É uma ideia congelada no real papel americano na recuperação da Europa e da democracia no pós-guerra, o país que dispensava ajuda em vários continentes e consolidava seu bloco de poder na Guerra Fria.

Assim como seu contemporâneo na política John Kerry, ex-combatente no Vietnã e nomeado enviado especial para o clima, Biden chegou a Washington quando o país se recuperava do fiasco da guerra que marcou sua geração.

É uma visão de mundo diferente da que foi formada por quem se tornou adulto após o 11 de Setembro e testemunhou o outro fiasco, o da invasão do Iraque, uma guerra que, somada ao combate ao terrorismo com emprego de tortura, foi mais decisiva para erodir o poder americano.

No discurso de vitória, Biden prometeu que os EUA vão liderar “não pelo exemplo de poder, mas pelo poder do nosso exemplo”. Em nenhuma outra área esta afirmação é tão válida quanto na ambiental.

Se os americanos combaterem, não só a mudança climática em casa, como o preço desigual que ela impõe à população, terão muito mais autoridade para envergonhar tiranetes como o capitão incendiário que vomita metáforas de pólvora e saliva.

Nos últimos quatro anos, expatriados como esta colunista viveram um duplo exílio —o do país de onde partimos e o do país que nos acolheu. Dia após dia, as demonstrações de crueldade e xenofobia e o fortalecimento da cultura de supremacia branca esmagaram um sentimento que acompanha todos os imigrantes, o do futuro possível.

A má notícia é que, a partir de janeiro, vamos ter uma ideia melhor do estrago causado por Donald Trump, seu bando de renegados nas instituições de governo e seu poder de limitar a agilidade da gestão que começa. A boa notícia é que a América dos slogans ufanistas não volta.

Quanto antes o governo Biden reimaginar este país, melhor.

Lúcia Guimarães

É jornalista e vive em Nova York desde 1985. Foi correspondente da TV Globo, da TV Cultura e do canal GNT, além de colunista dos jornais O Estado de S. Paulo e O Globo.

Compartilhe:

 

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 24.02.2020.462Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 4. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.271Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 3. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.231Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 2. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.108Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 1. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.202Mudança, Magary, Motumbá. C. Grande. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.060Didá & Respeita as Minas. Campo Grande. 24 Fev 2020

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

HUMOR

  • Abertura das Olimpiadas_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?