Salvador, 18 de janeiro de 2018
Acesse aqui:                
Banner
facebookorkuttwitteremail
Artigos


Trocando em miúdos: por que auxílio-moradia percebido fora da hipótese legal pode configurar peculato? Por Eugênio Aragão
Cidadania
Qua, 27 de Dezembro de 2017 06:54

Eugenio_AragoA revolta contra benesses autoconcedidas por carreiras de estado está começando a tomar corpo na sociedade. Com direitos extintos em detrimento do trabalhador comum, causa inconformação a cultura de alguns estamentos da administração, de se servirem dos recursos públicos para aumentarem, sem previsão legal, as receitas pessoais de seus atores.

 
Sergio Moro, Lava Jato e Globo: o Mal que bate a nossa porta. Por Miguel do Rosário
Dando o que Falar
Qua, 27 de Dezembro de 2017 06:45

MIGuel_do_Rosario2Enquanto em todo mundo cristão se fazem homenagens ao nascimento de Jesus, o primeiro profeta de Israel que não apelava ao punitivismo, que orientava seus seguidores a lutarem exclusivamente com as armas do bom senso e da persuasão. Que pregava o amor ao próximo, mesmo que este fosse um “inimigo” ou um “criminoso”.

 
Socorro! Neste modelo de sociedade tecnológica e globalizada, as novas gerações estão “soltas no espaço”. Por Afranio Silva Jardim
Cidadania
Qua, 27 de Dezembro de 2017 06:25

Afranio_Silva_JardimVamos ser breves. Consigno aqui o que tenho observado de forma crítica. Nada de novo, mas pouco falado. Refiro-me ao quanto volúveis se tornaram as novas gerações, influenciadas e manipuladas pelos interesses das grandes corporações mundiais.

 
Josias Gomes recebe em audiência o presidente da Câmara de Vereadores de São Felipe
Comportamento
Ter, 26 de Dezembro de 2017 19:25

Josias_GomesO Secretário Josias Gomes, titular da Secretaria de Relações Institucionais (Serin) do Estado da Bahia, recebeu em seu gabinete o presidente da Câmara de Vereadores do município de São Felipe, Lauro de Coni e Moura Júnior.

 
Supremo virou um terreiro e desfez a macumba das delações. Por Mário Rosa
Dando o que Falar
Ter, 26 de Dezembro de 2017 03:54

Mario-RosaMuito embora uma decisão da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal tenha assentado que a palavra de um delator – por si só – não pode servir para acusar ou condenar alguém, as revelações feitas por Pai Uzêda na convenção do PMDB precisam ser ouvidas com muitas atenção.

 
Elza Soares é o norte da bússola do enegrecimento', escreve Celso Sim
Comportamento
Dom, 24 de Dezembro de 2017 05:38

Celso_SimCheguei atrasado, no sábado de aleluia da Páscoa de 2015, para o almoço que Elza Soares oferecia ao núcleo criativo do CD "A Mulher do Fim do Mundo" em seu apartamento de frente para o mar de Copacabana.

 
Investigações mostram gritante desequilíbrio. Por André Singer
Cidadania
Dom, 24 de Dezembro de 2017 04:57

andre-singerNa segunda-feira, 17 de março de 2014, uma então desconhecida Operação Lava Jato prendia o doleiro Alberto Youssef. O assunto implicava muito dinheiro. Ao concluir o dia, a equipe de Curitiba tinha 80 mil páginas de documentos para analisar. Nos desdobramentos do caso surgiu o petrolão, envolvendo o PT.

 
Avanços tecnológicos servirão para nos fazer trabalhar cada vez mais, Por Drauzio Varella
Comportamento
Dom, 24 de Dezembro de 2017 04:47

Drauzio_Varella_1De boas intenções o inferno e os fins de ano estão cheios. De minha parte, costumo tomar decisões radicais que tornarão meus dias mais tranquilos e me permitirão conviver mais tempo com a família e os amigos, fazer as refeições na hora certa, dormir pelo menos seis horas

 
‘Atenção: prenderam o Maluf errado’, diz Mario Rosa
Cidadania
Sáb, 23 de Dezembro de 2017 07:05

Mario-RosaDurante anos, décadas, Paulo Maluf foi o símbolo da corrupção sistêmica no Brasil. Isso faz tanto tempo que hoje quase ninguém se dá conta de que ele foi o vilão número 1 do país e ninguém é capaz de sentir por ele a mesma mistura de rejeição e nojo que despertava no passado

 
Meirelles e a canoa furada: não há espaço para o continuísmo golpista. Por Tereza Cruvinel
Cidadania
Sáb, 23 de Dezembro de 2017 05:54

Tereza_CruvinelO ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ocupou o programa de TV do PSD nesta quinta-feira para falar bem de si mesmo. Numa demonstração espantosa de miopia política e ilusionismo, ele quer ser o candidato do governo a presidente em 2018 e acha que pode ter alguma chance. 

É um caso de salto voluntário na canoa furada.  A vida real e as pesquisas mostram que o sinal está fechado para qualquer forma de continuísmo golpista/governista, e este sentimento prevalecerá,  ainda que o candidato favorito, o ex-presidente Lula, seja impedido de concorrer.  Evidência disso são o favoritismo de Lula, seguido de Bolsonaro, a rejeição abissal a Michel Temer e a ampla reprovação a seu governo e aos partidos que o apoiam. A opção pela mudança e a disposição para dizer não ao golpe só não serão confirmadas nas urnas se for imposta alguma variante de golpe.

Diferentemente de Geraldo Alckmin,  que se afastou de Temer, embora deseje o horário eleitoral do PMDB, Meirelles não falou em seu chefe no programa do PSD. Mas afirmou, em conversa com jornalistas,  que ele pode ser um bom cabo eleitoral.   Se acredita mesmo nisso,  até o mercado, que o bajula, vai assinalar que lhe falta o mínimo de tino político para aspirar à Presidência.   No programa do PSD, sem declarar-se candidato,  apresentou-se como salvador da lavoura,  capitalizando a queda da inflação e dos juros mas omitindo a profundidade que a recessão alcançou desde que se tornou ministro da Fazenda, bem como o agravamento da situação fiscal, expressa no dificit de R$ 159 bilhões previsto para este ano e para 2018.  Insistiu na ideia de uma terceira via entre Lula e Bolsonaro, ao dizer que deseja o “reencontro dos milhões de brasileiros que são maioria e que não estão nos extremos do ponto de vista político e ideológico".

O problema, tanto para Meirelles como para Geraldo Alckmin, é que  matematicamente a maioria dos votos disponíveis já migraram para um polo e para o outro, como demonstra Marcos Coimbra,  diretor do Instituto Vox Populi, em recente análise na revista Carta Capital.   Ele recorda que Lula e Bolsonaro juntos, dependendo do instituto que fez a pesquisa,  já abocanharam  entre 50% e 60% dos votos. Somando-se a este contingente  pelo menos 15% de votos nulos e brancos, uma estimativa até moderada diante da rejeição popular aos políticos e da descrença no sistema,  teremos um total de 65% a 75% de votos com destino certo.   E como Lula e Bolsonaro ainda podem crescer, diz Coimbra, isso significa que serão cada vez  menores “as chances de terceiras vias”.   Faltando 10 meses para a eleição, os votos disponíveis para a pescaria já estão muito reduzidos, não perfazendo 50%.   Daí que, nas condições atuais, não existe a menor possibilidade de que um candidato governista, ligado a Temer, defensor do golpe e de suas políticas, chegue ao segundo turno.

Por isso mesmo as forças governistas empinam balões de ensaio e procuram no caldeirão dos casuísmos alguma fórmula que favoreça o continuísmo golpista. Entre elas, esta que parece delírio mas frequenta algumas cabeças: a da candidatura do próprio Temer, para governar sob um novo sistema de governo, o semipresidencialismo, sob o argumento de que é preciso evitar o perigo dos extremos e concluir a transição para outro modelo político.

Hoje mesmo, na conversa de final de ano com os jornalistas, ele mais uma vez voltou a falar em semipresidencialismo ao dizer que governou informalmente sob este sistema “sem perder a autoridade”.  A falar na coisa, trata ele de colocar a palavra em circulação, de despertar interesse sobre seu significado e quem sabe conquistar apoios para uma variante golpista.

Meirelles, rejeitado por 75%  dos entrevistados pela recente pesquisa Ipsos,  insistindo na candidatura sem futuro corre o risco de perder seu único trunfo, o aval do mercado como gestor da agenda do golpe.

Artigo publicado originalmente em https://www.brasil247.com/pt/blog/terezacruvinel/333768/Meirelles-e-a-canoa-furada-n%C3%A3o-h%C3%A1-espa%C3%A7o-para-o-continu%C3%ADsmo-golpista.htm

 
Lula: “a harmonia vai voltar ao Brasil”. Por Fernando Brito
Cidadania
Sáb, 23 de Dezembro de 2017 05:42

fernandoBritoAinda que com um pouco de atraso, não dá para deixar de refletir sobre a ótima e mal-aproveitada entrevista (exceção feita a Monica Bergamo, que a resumiu na Folha, que reproduzo ao final) de Lula à grande imprensa, ontem.

 
«InícioAnterior12345678910PróximoFim»

Página 5 de 565

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 03.01.18.025III Noite Cultural. Alb 1. Pátio Igreja. 03 Jan 2018
  • 03.01.18.123III Noite Cultural. Alb 2. Pátio Igreja. 03 Jan 2018
  • 31.12.17.153Reveillon do LáLá. 31 Dez 2017
  • 31.12.17.073Reveillon da Lua. Cantina Lua RV. 31 Dez 2017
  • 31.12.17.041Reveillon da Baia. Patio Igreja Barra. 31 Dez 2017
  • 30.12.17.034Samba da Liv. Grupo Pintura de Tela. 30 Dez 2017

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

HUMOR

  • Abertura das Olimpiadas_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?