Salvador, 11 de December de 2019
Acesse aqui:                
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
Exposição
Calendário de Eventos help
Mês anterior Dia anterior Próximo Dia Próximo Mês
Ver por Semana Veja Hoje Buscar
Exposição Fabulações, de Ana Elisa Egreja
Sexta-feira 18 Outubro 2019, 10:00 - 18:00

Acessos : 2123

Neste mês de setembro a artista paulistana Ana Elisa Egreja desembarca na capital baiana para realizar sua primeira mostra individual no Museu de Arte Moderna da Bahia, MAM. Organizada pela Galeria Leme/AD, a mostra intitulada Fabulações apresenta 18 pinturas que marcaram a trajetória da artista desde 2008, além de 4 trabalhos inéditos. Ana Elisa não esconde o entusiasmo. “Estou muito empolgada! É minha primeira individual num museu, as outras vezes foram em galerias, e ainda um museu tão especial”, admite.

A artista tem uma relação afetiva com o espaço, já que participou e foi uma das vencedoras do 15º Salão da Bahia (MAM-BA, Salvador, 2008). “Fui uma das ganhadoras do Salão da Bahia, que era um dos salões mais importantes do Brasil, na época. O júri era composto pelo Fernando Oliva, Rodrigo Moura e pela Solange Farkas - que agora escreve meu texto. Era um momento efervescente nas artes do Brasil e o começo da minha produção como artista.  Ganhar o prêmio foi sem dúvida um ponta pé na minha carreira e é uma realização estar aqui de novo!“, confessa Ana Elisa.

Fabulações, título da exposição, exprime a essência daquilo que seria o elemento principal do trabalho da artista - a criação de uma narrativa fantástica, marcada pela composição complexa e pela reprodução minuciosa de materiais e texturas.  Suas telas materializam cenas nas quais as ideias de domesticidade e de abandono convivem com a presença arquitetônica e os gêneros clássicos da história da arte, como a natureza morta e a pintura de interior. “A exposição mostra um recorte da minha produção desde então (2008), e revela a minha obcessao por alguns temas, como a projeção da luz nos espaços, reflexos,  padrões, naturezas mortas.”, conta a artista.

Obra inédita

Com estilo inconfundível, suas pinturas realistas recriam ambientes internos, revelando a essência daquilo que seria o elemento principal do trabalho da artista - a substituição da verdadeira realidade por uma realidade fantástica.  O que se percebe, por exemplo, a pintura sobre tela Poça II, que mostra o cômodo de uma casa em tons suaves, onde uma cortina divide o espaço com plantas e uma espécie de lago. “Pode se dizer que são realistas -fantásticas, pois são também fabulosas, como diz o titulo da exposição, e como o movimento literário, as pinturas tem um tempo cíclico, ao invés de linear, e apontam uma narrativa romanceada, cheia de elementos improváveis”, define Ana Elisa.

Projetos como Jacarezinho,92, 2017 e Casa Campo Verde/Rino Levi, 2018, no entanto, mostram um novo modo de produção das pinturas, que passaram então a retratar instalações encenadas nestas casas.  Cada um dos projetos deu origem a uma serie de pinturas, como Poça II e Cobogós - o alagamento da casa Campo Verde. Mais uma vez o trabalho tem origem no convívio com as memórias guardadas na arquitetura, os traços de presença familiar e o silêncio dos interiores abandonados.

Uma das obras inéditas que será apresentada no MAM é Cobogós, feita especialmente para esta exposição, e que promete chamar a atenção do público. Com 3,3 x 5,9m, é uma pintura-instalação composta por 169 telas que representam o jardim da Casa Campo Verde/Rino Levi e seu reflexo num espelho d’água, através dos cobogós, elemento típico da arquitetura moderna brasileira.

A execução da obra demandou uma dedicação a mais da artista, como conta a própria Ana Elisa: “A história começa no final de 2017 quando soube que uma casa do arquiteto Rino Levi estava para ser demolida- a casa campo verde. Pedi autorização para a família e ocupei a casa por uma semana, criando cenários em cada cômodo da casa e encenando situações a partir dos objetos esquecidos. Esta pintura representa a sala principal da casa, onde se ve um jardim abandonado há 15 anos. Construí de verdade um espelho d’água para refletir todo aquele paisagismo transformado em mata tropical, e passei os últimos 6 meses, transformando cada um dos 169 cobogós numa pinturinha. Enfrentei o desafio especialmente para esta exposição e não vejo a hora de ver montado no espaço! “, conclui

Sobre a artista

Formada em artes plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado, Ana Elisa Egreja participou das seguintes exposições individuais: Interiores, SESC, Ribeirão Preto, Brasil; Jacarezinho 92, Galeria Leme, São Paulo, Brasil (2017); Da Banalidade: vol.1, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil (2016); Galeria Leme, São Paulo, Brasil (2013), Dark Room, Galeria Laura Marsiaj, Rio de Janeiro, Brasil (2010); Temporada de Projetos, Paço das Artes, São Paulo, Brasil (2010).

Exposições coletivas: Crossing the borders of photography, Somerset House, Londres, Reino Unido (2019); Through the looking glass, Palazzo Capris, Turim, Itália; 20º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil, São Paulo, Brasil); Toda janela é um projétil, é um projeto, é uma paisagem, Galeria SIM, Curitiba, Brasil; Vértice - Construções, Centro Cultural dos Correios, São Paulo, Brasil (2016); Seven Artists from São Paulo, CAB Contemporary Art, Bruxelas, Bélgica (2012); Os primeiros dez anos, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil; Arte Lusófona contemporânea, Memorial da América Latina, São Paulo, Brasil (2011); Projeto Tripé, Sesc Pompéia, São Paulo, Brasil; Energias na arte – Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil (2009); 2000 e oito. Novos artistas para novas pinturas, Sesc Pinheiros, São Paulo, Brasil (2008); entre outras.

O seu trabalho integra coleções como: Franks-Suss Collection, Londres, Inglaterra; MAM - Museu de Arte Moderna da Bahia; Coleção Santander, Brasil; Fondazione Sandretto Re Rebaudengo, Turim, Itália; Pinacoteca do Estado de São Paulo, Brasil e MAR, Rio de Janeiro.

Contato  55 71 3117.6144

Valor Grátis

Quando: 12 de Setembro, quinta. As 19h. Ter a Sex: 10h às 12 e de 13h às 18h / Sáb 14h às 18h. A mostra intitulada Fabulações apresenta 18 pinturas que marcaram a trajetória da artista desde 2008, além de 4 trabalhos inéditos.

Localização  MAM - Museu de Arte Moderna
Avenida Lafayete Coutinho - Comércio
Brasil/Bahia/Salvador
40060-060

Compartilhe:

Voltar

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 30.11.19.037-15ª Marcha do Emp Crespo 30 Nov por Alberto Lima
  • 01.12.19.029Caminhada Samba. 01.Dez. Por Edgar de Souza
  • 10.11.19.152Festival Radioca.10 Nov, Por Rafael Passos
  • 28.09.19.006Rock Rural Janah e Raul. Casarão. 28 Set 2019
  • 06.03.19.132Patuskada para Exu Bouzanfrain. 06 Mar 2019
  • 05.03.19.224Carnaval no Pelô. Alb 2. 05 Mar 2019

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

HUMOR

  • Aves de Rapina_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?
 

Compartilhe: