Salvador, 21 de November de 2018
Acesse aqui:                
facebookorkuttwitteremail
Um ato indecente. Por Claudio Guedes
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Ter, 06 de Novembro de 2018 20:08

Claudio_GuedesUm procurador da República procura um juiz de 1° Instância e lhe diz que possui uma denúncia de corrupção contra um ex-presidente da República.

Não qualquer presidente da República, mas um líder popular, fundador do maior partido político do país, duas vezes eleito à presidência e que ao deixar o cargo o fez com aprovação de mais de 80% da população.

O procurador diz ao juiz que o ex-presidente recebeu de uma grande construtora um apartamento na praia do Guarujá, litoral de São Paulo, e que há indícios que o mesmo é resultado de ato de corrupção no qual o político está envolvido. Corrupção relacionada a contratos da empresa que construiu o prédio com a estatal Petrobras.

O juiz pergunta ao procurador: Existem provas quanto às ingerências do ex-presidente nos contratos da empresa construtora com a Petrobras que possam ter motivado a contrapartida ilegal?

O procurador responde: Existem indícios, não existem provas, mas temos uma delação premiada de um ex-executivo da construtora que confirma o acerto.

O juiz pergunta ao procurador: Existe prova de que o ex-presidente recebeu o apartamento objeto principal da denúncia? Ele tem a posse do apartamento? Tem a escritura? Ele, alguém da sua família ou alguém próximo a ele?

O procurador responde: Não. O apartamento continua no nome da construtora e o ex-presidente nunca o usou, nem ninguém da sua família, nem há qualquer indício, mínimo que seja, que tenha usufruído de qualquer forma do "presente" que achamos que o mesmo recebeu. Mas achamos que o apartamento é dele.

O juiz olha para o procurador e diz: Meu caro, o direito criminal se sustenta em cima de provas objetivas. Indícios são elementos para abertura de investigações. Continuem procurando, quanto acharem provas tanto do recebimento pelo ex-presidente do apartamento, quanto com relação aos atos ilegais praticados por ele que geraram a contrapartida, voltem a me procurar. Até então não temos um caso.

Bom, este seria o comportamento de um juiz decente, sério e republicano.

A história do país seria outra.

Um ato calculado, medido, indecente, que engendrou a maior farsa da história da justiça brasileira, ampliou o processo de desagregação do ambiente político interno, levou à polarização exacerbada da sociedade e mudou os rumos do processo eleitoral de 2018.

Um ato e seus desdobramentos.

Um ato e suas consequências sombrias para o futuro do país nos planos interno e internacional.

Um ato indecente.

Claudio Guedes é empresário

Compartilhe:

 

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 10.11.18.090Aniversário de Helder Barbosa. 10 Nov 2018
  • 09.11.2018.070Festival Radioca. Quinca Berro D'Água. 09 Nov 2018
  • 09.11.18.030Festa Pão Com Ôvo. Casa Chariot. 09 Nov 2018
  • 08.11.18.075Jazz in a Box e Clariana. 08 Nov 2018
  • 01.11.18.21745 Anos de Ilê Aiyê. Alb 2. 1 Nov. Senzala B. Preto
  • 01.11.18.05945 Anos de Ilê Aiyê. Alb 1. 1 Nov. Senzala B. Preto

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

HUMOR

  • Aves de Rapina_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?