Salvador, 03 de June de 2020
Acesse aqui:                
Banner
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
A derrota é o prêmio dos covardes. Por Dante Lucchesi
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Dom, 10 de Maio de 2020 07:13
Dante_LucchesiEm 2016, um obscuro e esdrúxulo deputado do baixo clero homenageou um torturador e fez apologia da tortura, na sessão da Câmara dos Deputados que iniciou um golpe parlamentar que iria derrubar um governo legitimamente eleito. Mas naquele momento valia tudo para tirar o PT do governo. E esse deputado das milícias cariocas seguiu impune, pois os "democratas" se abraçavam com os fascistas. Em 2018, um juiz provinciano e ignorante condenou e prendeu um ex-presidente sem provas, com o aval de um tribunal nazista de exceção. Abria-se o caminho para que um tenente expulso do Exército, que pregava a tortura e a execução de 30 mil brasileiros, se elegesse presidente da República, porque, desrespeitando uma resolução da ONU, o TSE impediu Lula de concorrer. Valia tudo para impedir que o PT voltasse ao governo. E Bolsonaro ainda se elegeu com a ajuda de uma articulação criminosa de empresários mafiosos, que bancaram uma rede de fake news na Internet, importada dos EUA, do esquema eleitoral de Donald Trump. Tutelado por generais, o TSE se acovardou mais uma vez e ignorou o crime eleitoral.

Bolsonaro representa o que existe de mais podre, mesquinho e grotesco na sociedade brasileira. Representa a barbárie escravocrata latente na elite econômica e em grande parte da classe média brasileira. É desonesto, desequilibrado e inepto. Não tem a menor condição de governar o Brasil, mas seu ministro da economia faz o jogo do capital financeiro, sem nenhum pudor e com toda a desfaçatez. Isso já satisfaz boa parte da elite econômica. Além disso, o segmento mais escravocrata e fascista da sociedade brasileira o apoia incondicionalmente, comprando a ficção de que o mito não consegue governar porque as forças do sistema e da velha política o impedem.

Para manter essa farsa Bolsonaro ataca a liberdade de imprensa, afronta o STF e o Congresso. Diante da maior crise sanitária dos últimos cem anos, Bolsonaro se exime de qualquer responsabilidade, desrespeita acintosamente as recomendações da OMS e do próprio ministério da saúde de seu governo, e ainda ataca governadores e prefeitos que implementam o isolamento social para conter a epidemia. Só pensa na sua reeleição e no lucro de um empresariado rastaquera, escarnecendo da morte de milhares de brasileiros.

A cada crime de responsabilidade que o presidente miliciano comete, notas de protestos de autoridades e políticos e editoriais educados na imprensa - nada da verve feroz que se via e vê contra o PT. Já perdi a conta das vezes em que se disse que Bolsonaro ultrapassara todos os limites. E Bolsonaro continua testando os limites institucionais e acenando com um golpe de estado. Na Câmara, seu presidente se acovarda e senta em cima de mais de trinta processos de impeachment, enquanto a maioria fisiológica do Centrão se vende para o governo Bolsonaro, em cenas pornográficas de velha política, que o gado bolsonarista não vê, ou ignora cretinamente.

Desse esgoto da política, do reino das trevas, emerge uma das figuras mais repugnantes e desprezíveis que a vida política deste país já produziu, Roberto Jefferson. Para apoiar Bolsonaro, obviamente. Mas também para conclamar abertamente um golpe militar e o assassinato dos opositores.

Se o Ministério Público e as instituições da República deixarem esse rato vomitar impunemente suas bravatas, o país estará irremediavelmente condenado a um golpe miliciano e fundamentalista, com o apoio ou a conivência de um Exército reacionário e entreguista, exatamente como aconteceu na Bolívia.

Os fascistas votaram em Bolsonaro para o Brasil não se tornar uma Venezuela. Mas vão transformar o Brasil em uma Bolívia.

Com o a omissão e a conivência dos oportunistas e dos covardes.

Compartilhe:

 

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 24.02.2020.416Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 4. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.245Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 3. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.199Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 2. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.056Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 1. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.190Mudança, Magary, Motumbá. C. Grande. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.105Didá & Respeita as Minas. Campo Grande. 24 Fev 2020

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

GALERIAS DE ARTE

Mais galerias de arte...

HUMOR

  • Ano sagrado de Dois Mil e Netflix_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?