Salvador, 25 de November de 2020
Acesse aqui:                
Banner
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
Uma assembléia animal. Por Zuggi Almeida
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Seg, 09 de Novembro de 2020 05:58

Zuggi_AlmeidaO macaco chegou ao local da plenária  trazendo debaixo do braço um exemplar do livro A Revolução dos Bichos de George Orwell.Em frente, aos presentes ergueu a publicação e disse:- Eis, a nossa bíblia !- O que houve macaco ? Você agora é evangélico ?; - inquiriu  um guaxinim.
O macaco respondeu:- Nada disso ! Estou trazendo esse livro como material de referência para os nossos pleitos futuros.

Para que  nas próximas vezes não se repitam os erros das nossas gerações passadas.A comoção foi geral e todos opinavam ao mesmo tempo, sem chegar a um consenso. O leão deu um berro e todos calaram-se de imediato e o macaco aproveitou o momento para fazer a primeira convocação da reunião.E prosseguiu :- Estão aqui presentes todas as representações do reino animal ? - Todos com exceção das delegações dos porcos e das tartarugas esclareceu a coruja, secretaria da assembléia - justificando:- Eu recebi um e-mail da liderança dos porcos comunicando que estavam em Brasília, se atrasaram e perderam o vôo, mas, que podíamos começar a reunião que eles ainda chegariam a tempo de assinar a ata final.
A coruja targiversou dizendo:- Sinceramente prefiro que os porcos não participem desse primeiro momento e como todos sabem vamos formar uma comissão representativa do reino animal. É de conhecimento de todos que  os porcos já deixaram de comer farelos há muito tempo. Quanto as tartarugas acho melhor dar início aprovação da pauta, certo ?
A mesa foi formada, a pauta aprovada e as inscrições foram abertas.  Um papagaio ergueu rapidamente a asa e inscreveu o nome no começo da lista. Seguiu-se as cegonhas, os macacos e diversos outros representantes do Reino animal.A cascavel  estava atrás de três hipopótamos  tentava em vão fazer sua inscrição. Então sacudiu o chocalho e um clarão foi aberto à sua frente. A lista de inscrição para as falas encerrou com o nome do ofídio.
O motivo da convocação da assembléia era estabelecer uma nova pauta de discussões sobre as relações bilaterias entre bichos e humanos. Isso incluia a demarcação do espaço geográfico entre florestas e cidades, a questão dos jardins zoológicos ( confinamento, teor de proteínas das rações, maus tratos, etc) , o desmatamento e suas implicações no habitat natural, reconstituição das matas ciliares, uso de agrotóxicos e outras reivindicações pertinentes.O representante dos papagaios abriu o trabalhos e fazendo o uso da palavra, disse:
- Bom dia a todas e todos. Nos nossos encontros preparativos que antecederam essa grande e revolucionária assembléia discutimos muito sobre a questão da comunicação animal. As formas e meios que temos utilizado para legitimar nosso espaço de atuação, garantir os nossos direitos. Chegamos a conclusão que sem uso da tecnologia não conseguiremos dar mais nenhum passo à frente. - Portanto, proponho que contratemos uma agência de publicidade competente que desenvolva uma campanha agressiva, digo isso no bom sentido, é claro! Vamos fazer uma veiculação direcionada e específica, focando em bons horários no Animal Planet, Nat Geo Wild, National Geographic Channel. Acho, no entanto que o Globo Rural não atinge o público desejado.
Um  crocodilo interviu e disse:- Questão de ordem companheiro. Nesses   documentários sobre animais feito por humanos eles nunca cumpriram o que foi acordado. Nem contrato eles tem. Da última vez que fiz um trabalho foi uma dureza, pois, tive que engolir cinco garças de polietileno e lutar com uma sucuri mecânica de cinco metros. O pior é que a  cobra era movida à pilha e toda hora parava de funcionar. Essa cena devo ter feito uma dez vezes – reclamou.
- Concordo companheiro – apoiou a cascavel e acrescentou – e os danos morais ? Eu cansei de ser mostrada como vilã, a mortífera em todas essas produções. Por mim, basta ! -  concluiu.
O macaco postergou a proposta dos papagaios e anunciou a representante das cegonhas que interviu sugerindo que fosse criado um nome, uma marca que identificasse a luta animal. – e justificou dizendo – eu proponho que nossa representação seja uma frente, a FALANGE.O presidente da mesa inquiriu:– Senhora Cegonha o que quer dizer isso ? - Frente Ampla de Libertação Animal Global e Específica.
O macaco  apartou dizendo:
- Camarada com um nome tão extenso assim, na primeira manifestação que fizermos para enfrentar os humanos antes  de terminar de pronunciar essa sigla, o cassetete e as bombas já caíram em cima da gente e pôs a proposta em votação. A proposta das cegonhas não foi aprovada pela assembléia.
A preguiça que tinha saído de casa três dias antes do grande encontro animal chegou a tempo de ver a defesa feita pelos representantes dos sapos e rãs.
Companheiros e companheiras – começou o sapo-boi – todos aqui presentes são sabedores dos últimos fatos acontecidos nas barragens, nas queimadas na Amazônia e no derramamento de óleo no mar. Um absurdo cometido pela ganância humana onde grande parte da nossa população anfíbia foi dizimada. Outro dia recebemos uma proposta indecorosa do governo que os sapos colaborassem na campanha da dengue engolindo aedes aegypt.No final de tudo, a culpa pelas mortes dos homens cai nas costas dos animais. Portanto, proponho uma moção de repúdio aos humanos , mas, sabendo que eles  estão pagando um preço alto pela degradação. Afinal, quem paga é a população inocente.Uma ovação encerrou a fala do sapo-boi e a moção foi aprovada por unanimidade.
Aconteceu um início de confusão na entrada do evento, por conta da delegação dos porcos que havia chegado e um dos seus representantes entrou na assembléia exigindo  inscrição de um representantes. O macaco agiu rápido e de modo democrático, esclarecendo:
- Senhores  porcos, todos vocês souberam da convocação dessa assembléia anteriormente. Houve tempo hábil para estar presente e apresentar suas propostas. Vocês  tiveram oportunidade de participar dos debates sobre o novo direcionamento que decidimos dar ao  mundo animal. Mas,às vésperas da assembléia todos vocês  viajaram para Brasília para discutir assuntos que não temos o mínimo conhecimento. Isso não é de interesse da classe, nem sabemos os motivos e qual acordos foram tratados pelos senhores e os homens de lá. Então, as inscrições já foram encerradas e convido os senhores a acompanhar a assembléia  como ouvintes – definiu o presidente.
Até agora, a assembléia dos bichos está pegando fogo . Dessa vez com a representação dos porcos como como meros  assistentes. Sem direito a voz e voto.Comenta-se que os porcos tinham costurado uma proposta com os humanos do Planalto e iriam botar em votação naquela plenária. 
Dessa vez os bichos mudaram a história e as tartarugas ainda não deram as caras por lá.
Zuggi Almeida é baiano, escritor e roteirista.

Compartilhe:

 

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 24.02.2020.414Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 4. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.247Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 3. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.191Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 2. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.028Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 1. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.178Mudança, Magary, Motumbá. C. Grande. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.120Didá & Respeita as Minas. Campo Grande. 24 Fev 2020

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

GALERIAS DE ARTE

Mais galerias de arte...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?