Salvador, 19 de June de 2019
Acesse aqui:                
Banner
facebookorkuttwitteremail
Festival do Maturi na Casa da Mãe
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Sáb, 05 de Janeiro de 2019 00:59

Stella_Mares_Foto_Edivalma_Santana_9Maturi de moqueca, com ou sem camarão, ensopado, casquinha, frigideira e salada de maturi ! Gostou da ideia ? Gostou de tudo ? Então é só comparecer em janeiro aos almoços de domingo na Casa da Mãe, onde a chef Stella Maris faz arte à beira do fogão, assim como faz arte na vida. A partir das 12h, com direito a vista linda do mar da Praia de Santana e da Casinha de Yemanjá, a mãe... É o Festival do Maturi da Casa da Mãe !

Então, nos dias 06, 13, 20 e 27 o encontro é com a cozinha criativa da chef Stella Maris, indicada três anos seguidos pela Veja Salvador, e especializada em comida do Recôncavo. Por isso, Stella Maris, que é de Santo Amaro, além do maturi, prepara vatapá recheado de camarão, bacalhau, siri ou frango, caruru, efó, galinha de xinxin, mariscada, todos os tipos de moqueca, inclusive de  petitinga,  feijão e de frutas ! É uma coisa !

Stella já fez uma turnê gastronômica pela Itália e pela Suíça levando a culinária e a música baianas, mas se apaixonou por cozinha mesmo quando era criança. A imagem que não sai da cabeça dela em relação a isso é a das quituteiras vestidas de muito alvo, vendendo muquequinhas, vatapá, peixe frito e mariscada em bacias de alumínio bem ariadas nas praias de Itapema, Cabuçu e Bom Jesus. As delícias eram servidas  dentro de vasilhas de margarina. Os sabores, cheiros, temperos, jeitos destas mulheres influenciaram ela para a vida toda.

Em casa, onde na prática a paixão começou a se concretizar, ela começou a cozinhar aos 10 anos de idade, orientada pela mãe e pela avó. Como a mãe trabalhava e viajava com frequência, ela ficou responsável por fazer a comida da casa, na volta da escola. “Eu sempre fui curiosa e ficava buscando os sabores escondidos nos pratos”, diz ela, que é filha caçula de três filhos e nas férias de verão, quando a família se mudava para a praia, saia para pescar siri e peixe, e preparava para a família.

O pai adorava o filé, o lombo, a maniçoba e o sarapatel que a menina fazia e aos 12 anos, Stella lembra, o primeiro prato que deu um orgulho danado de fazer : uma lasanha de camarão com molho rose... “Mas os sabores daquelas bacias foi o que ficou de mais forte em mim”, diz. E estes sabores estão eternizados nos pratos da Casa da Mãe.

Compartilhe:

 

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 06.03.19.162Patuskada para Exu Bouzanfrain. 06 Mar 2019
  • 05.03.19.226Carnaval no Pelô. Alb 2. 05 Mar 2019
  • 05.03.19.081Carnaval no Pelô. Alb 1. 05 Mar 2019
  • 04.03.19.225-1Ilê Aiyê. Campo Grande. Alb 2. 04 Mar 2019
  • 04.03.19.229Ilê Aiyê. Campo Grande. Alb 1. 04 Mar 2019
  • 04.03.19.153Mudança do Garcia. Festa Ednice. 04 Mar 2019

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

Mais galerias de arte...

HUMOR

  • Impeachement_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?