Salvador, 25 de September de 2018
Acesse aqui:                
facebookorkuttwitteremail
Cena política no país agita clima do Fórum Social Mundial
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Seg, 12 de Março de 2018 09:40
FSMPode-se pensar que fatalmente o “Fora Temer” será uma das palavras de ordem das passeatas e a pré-candidatura do improvável candidato Luis Inácio Lula da Silva, às voltas com a Justiça e podendo ser preso, será inflamada, pois este encontro, que nasceu em 2001 em Porto Alegre, reúne, digamos, os mais à esquerda do espectro político nacional.  Não à toa, o mote é a resistência “ao neoliberalismo e ao domínio do mundo pelo capital”.  O lema alerta: “Resistir é criar. Resistir é transformar.”

São 1.500 atividades sobre temas como ancestralidade, luta das mulheres, cultura de resistência, territorialidade, direito à cidade, educação e ciência, emancipação e soberania dos povos. A juventude e os militantes de partidos mais à esquerda somados às Ongs do Brasil e latinoamericanas devem formar o maior contingente de participantes.

 

Mujica, Lula, Dilma: petistas jogam suas fichas no encontro para vitaminar eleições à vista.

Presenças confirmadas do ex-presidente, Luís Inácio Lula da Silva; ex-presidente Dilma Rousseff, ex-presidentes do Uruguai , José Mujica  e do Paraguai, Fernando Lugo; a militante indígena e pré-candidata à vice-presidência, Sônia Guajajara, entre tantos. Todos estarão no Estádio de Pituaçu, dia 15, às 17 h. Neste momento, fatalmente, o presidente temeroso estará de orelhas em pé em seu Palácio do Jaburu, a milhares de quilômetros da Bahia.

A cena musical terá Ana Cañas, Ilê Aiyê, Tulipa Ruiz, Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), Margareth Menezes, Filarmônica Minerva Cachoeirana, Lazzo Matumbi, além do rapper Flávio Renegado, Clécia Queiroz, Banda Didá, Juliana Ribeiro, Marcia Short, entre outras performances.


Polêmica antes do começo

Antes de começar, já causa polêmica. A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) gastou R$ 1,2 milhão- Diário Oficial do Estado (dia 8)- e a empresa que vai faturar é a Radar Gestão de Negócios e Marketing Promocional Ltda, que teve a dispensa na licitação.

No dia seguinte, a imprensa local noticiou mais recursos da Uneb para o evento: R$ 296 mil a mais para a instalação de estruturas. A empresa contratada foi a SOE Organização de Eventos Ltda. E também mais verba para o serviço de tradução simultânea, R$ 750 mil à empresa Tess – Traduções Especializadas Simultâneas e Serviço.  No total: R$ 2,246 milhão.

Estes números provocaram reação imediata de movimentos que defendem aplicação de recursos em necessidades mais imediatas da instituição, tais como reforma de prédios, melhor infraestrutura de ensino, pagamentos de professores e auxiliares, etc. A UNEB defendeu-se dizendo: “ A UNEB coaduna com a proposta do fórum e, ao fazer parte de sua organização, se mantem coerente com o seu compromisso social de ser uma universidade popular e inclusiva”.


Assembleias, Tribunais e Marchas

Foto Sebastião Salgado.

  • Marcha de abertura, dia 13, às 15h, saindo do Campo Grande, Avenida Sete, até a Praça Castro Alves, com desfecho na Praça Castro Alves. Discursos, poesia, música.
  • A exposição de Sebastião Salgado, na Reitoria da UFBa, Vale do Canela, a partir do dia 13, apresenta um dos maiores nomes da fotografia mundial e seu atual trabalho, Índios Korubo: Vale do Javari. Fotos do artista mineiro com os Korubo, do Vale do Javari, oeste da Amazônia. São as primeiras imagens da tribo, classificada como de “recente contato” ou de pouca relação com não índios. Poucos falam português. Conhecidos como “caceteiros” – em razão de usarem bordunas, em vez de arco e flecha – os korubos estão ameaçados pela exploração clandestina das riquezas de seu território.
  • Tribunal Popular para Julgamento dos Crimes de Feminicídio contra as Mulheres Negras, dia 14, no auditório do IFBA, no bairro do Canela, às 9h.
  • Marchas das Mulheres Contra o Racismo, com concentração no largo do Campo Grande, no dia 14, a partir das 14h.
  • Assembleia Mundial da Juventude, no dia 14, às 14h, no Acampamento Intercontinental das Juventudes, a ser realizado no Parque de Exposições de Salvador.
  • “Vidas Negras Importam”, o conjunto de atividades mistura arte, poesia e ativismo social e terá como temas centrais o genocídio da população negra e o legado de Abdias Nascimento. A programação conjunta estreia no Teatro Martim Gonçalves (Escola de Teatro da UFBA), às 8h30, dia 14, aniversário natalício de Abdias Nascimento
  • A universidade pública brasileira é a grande personagem de mesa proposta pela Ufba: “A universidade e a educação no contexto da resistência democrática”, quinta-feira, 15, das 9 às 13 horas, no salão nobre da reitoria.
  • Ato em Defesa da Democracia, dia 15, às 17h, com a presença de representantes das esquerdas no mundo e de ex-presidentes e chefes de estados latino-americanos, no Estádio de Pituaçu.
  • Exibição do filme “Abdias Nascimento Memória Negra”, dia 16, 15 h, do cineasta baiano Antonio Olavo, na Sala Walter da Silveira (Barris).
  • Assembleia Mundial dos Povos, Movimentos e Territórios em Resistência, no dia 16, às 14h, no Acampamento dos Povos Indígenas, no Centro Administrativo da Bahia (CAB);
  • Ágora dos Futuros, na manhã do dia 17, com a apresentação dos resultados das atividades, na Praça das Artes, campus de Ondina da UFBA.

Celebração da ciência e cultura

Na terça-feira, 13, 14h30, celebração da ciência e da cultura produzidas na Bahia, no salão nobre da Reitoria.  O público será recebido pela Orquestra de Frevo e Dobrados sob a regência do maestro Fred Dantas, na homenagem ao casal de cientistas Zilton Andrade e Sônia Andrade e em memória ao sacerdote , artista plástico e escritor Mestre Didi, Deoscóredes Maximiliano dos Santos, cujo centenário celebrou-se em 2 de dezembro de 2017.  Mestre Didi, filho único da ialorixá Maria Bibiana do Espírito Santo, era, como diz sua mulher, a antropóloga Juana Elbein dos Santos, “um sacerdote artista”. Diz ela: “Mestre Didi expressa, através de criações estéticas, arraigada intimidade com seu universo existencial, onde ancestralidade e visão de mundo africanas se fundem com sua experiência de vida baiana”.  Homenagem mais que merecida a quem recebeu em 1983 o título máximo de Obá Mobá Oni Xangô, do rei de Ketu, em Benin, África.

Zilton Andrade, prestes a completar 92 anos, professor emérito da UFBA e patologista, é um dos mais importantes pesquisadores do Brasil em doenças endêmicas, em especial esquistossomose e Chagas, é membro da Academia Brasileira, e segue ativo, trabalhando diariamente em seu laboratório, junto com Sonia, na Fundação Oswaldo Cruz em Salvador, a Fiocruz-Bahia. Sonia Gumes Andrade, completará 90 anos neste ano, também pesquisadora respeitada, e se notabilizou principalmente com seus estudos experimentais em doença de Chagas.


Assembleia das Mulheres

A Assembleia Mundial das Mulheres sempre foi ponto alto do FSM. E em Salvador, inovará como única e exclusiva atividade no meio da programação oficial do FSM 2018, na manhã do dia 16 de março, com possibilidade de acontecer no centro histórico de Salvador. As mulheres querem debater suas questões de gênero, como a criminalização do aborto, o feminicídio, o combate contra a violência da mulher e o machismo, entres outras. “O Feminismo e as Lutas das Mulheres”, é o tema definido como um dos eixos temáticos do FSM 2018.  Dessa assembleia sairá uma grande colaboração para o movimento feminista e as lutas gerais, a “Carta com os 10 Pontos Inegociáveis” da luta das mulheres em todo o mundo.


Acampamento da Juventude

Um território de extensão para debates e discussões políticas o Acampamento Intercontinental da Juventude (AIJ), ocupará o Parque de Exposições de Salvador, de 11 a 18 de março, com capacidade para receber mais de seis mil jovens. Atos, shows e assembleia farão parte das atividades no AIJ, uma vila gastronômica da economia solidária, palcos livres para apresentações culturais, mesa-redonda, e apresentações com artistas que dialogam com temas sobre as perspectivas e problemáticas que envolvem os jovens.


CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Visite o site do Fórum Social Mundial

Publicado originalmente em https://outrabahia.com.br/noticias/cena-politica-brasileira-agita-clima-do-forum-social-mundial/

A 13ª edição do Fórum Social Mundial (FSM 2018), de 13 a 17, em Salvador, movimenta esta semana de março. Marchas por ruas da cidade, assembleias e debates. As· atividades estão concentradas no Campus de Ondina da Universidade Federal da Bahia (UFBA), mas também ocorrem em outros locais temáticos como o Parque do Abaeté, em Itapuã, e o Parque São Bartolomeu, no Subúrbio Ferroviário.

A política é a tônica desse encontro coordenado a partir do mundo acadêmico, de múltiplas Ongs, e de movimentos da sociedade organizada; com apoio financeiro das secretarias e órgãos do Estado e da União. Um evento que ocorre num momento único da história política brasileira, a se pensar os mais recentes anos. Uma presidente saiu por impeachment, o vice que assumiu é acusado de formação de quadrilha e corrupção, e um ex-presidente prestes a ir para a cadeia. Há uma renca de Excelências já presas e empresários graúdos idem.

Compartilhe:

 

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 18.0.2018.003Discotecagem Dj Gug. Lebowski. 18 Ago 2018
  • 18.8.18.023Despedida de Zimba Selector. Red. 18 Ago 2018
  • 18.08.18.044Salsa Bahia. Boteco 68. 18 Agosto 2018
  • 10.08.2018.044Grupo Botequim. Patio Igreja. 10 Ago 2018
  • 10.08.18.066Maracatu Ventos de Ouro. Casa Preta. 10 Ago 2018
  • 10.8.18.028Bruna Barreto e Conv.. Lebowsky. 10 Ago 2018

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

Mais galerias de arte...

HUMOR

  • Ano sagrado de Dois Mil e Netflix_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?