Salvador, 24 de January de 2020
Acesse aqui:                
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
Prof. Dr. Babalawô Ivanir dos Santos (UFRJ) participará do 18° Culto e Café de Direitos Humanos Martin Luther King Jr. em Atlanta - Georgia.
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Ter, 14 de Janeiro de 2020 00:42
Babalaw_Ivanir_dos_Santos_-_Foto_de_Brunno_RodriguesReconhecido dentro e fora do Brasil pelas suas lutas contra a intolerância religiosa, o babalawô foi convidado pelo

Center for Global Politics and Human Rights, nos EUA, para participar da tradicional Oração Pelo Direitos Humanos.
O convite para o 18° Culto e Café de Direitos Humanos Martin Luther King Jr. partiu de Keith Jennings, PhD - President, Center for Global Politics and Human Rights. Em um momento em que as liberdades e o direitos humanos estão a cada dia ameaçados pela intolerância, pelo ódio e o desrespeito, é necessário buscar apoio dentro e fora do país para que construir uma sociedade mais humana, plural e diversa. O Babalawô Ivanir dos Santos, que também é pós- Doutorando em História Comparada pela UFRJ, virou um dos maiores símbolo de resistência contra as violações aos direitos humanos no Brasil, e vem há décadas colocando em foco os avanços dos casos de violências e intolerância religiosa em nossa sociedade, que tem se estendido principalmente sobre  as práticas de culto das religiões de matriz africana.


O Brasil entrou na roda de lideranças religiosas internacionais que lutam pelas liberdades.
Ivanir dos Santos recebeu em 17 de Julho (2019), o prêmio International Religious Freedom (IRF). O prêmio foi entregue pelo State Department’s Office of International Religious Freedom, em Washington (USA). O sacerdote foi o único representante de todo o hemisfério ocidental, reverenciado pelo Departamento de Estado do Governo dos Estados Unidos e homenageado ao lado de outros cinco líderes, pela contribuição às discussões relativas à liberdade religiosa. A cerimônia contou com a presença do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo.

Ainda em 2019, como interlocutor da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) e o Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP), realizou a 12ª Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa, em 15 de setembro, reunindo na Praia de Copacabana, em torno de 70 mil pessoas, com representantes de todos os segmentos religiosos. Contou pela primeira vez com a presença do lideranças religiosas internacionais, com os pastores americanos Dr Keith Jennings, Rev Timothy Mcdonald III, Drª Charlene Sinclair - com uma perspectiva cristã sobre a ótica das lutas antirracista nas Américas. Pastores americanos, sacerdotes brasileiros e africanos permearam o respeito à todas as crença. Na contramão das animosidades com adeptos de religiões de matriz africana, mostram que a fé vence a intolerância.

18° Culto e Café de Direitos Humanos Martin Luther King Jr. - Começa no dia 15, a agenda contará com encontro com estudantes da Clark Atlanta University. No dia seguinte seguem para o Centro Martin Luther King Jr. (Para Não Violência e Mudança Social), visita ainda ao Centro Teológico Interdenominacional e conversa com estudantes da West Lake Hig School. Dia 17, terá o encontro com os Diretores da CHR, no dia seguinte, almoço com a organizações de base comunitária no Restaurante Paschal's. Já no dia 19 - Encontro na Primeira Igreja Batista de Atlanta.

"Acredito que a nossa participação no 18° Culto e Café de Direitos Humanos Martin Luther King Jr, organizado pelo Centro para Políticas Globais e Direitos Humanos (CHR) será um ponto importante para o fortalecimento e internacionalizações das nossas lutas cotidianas contra a intolerância religiosa no Brasil. E não pode perder de vista toda a simbologia que existe por trás da figura do Pr. Luther King, como o nosso grande defensor das liberdades, contra o racismo e todas as formas de preconceitos correlatas", afirma Ivanir dos Santos.
Um líder - Sua trajetória em busca da igualdade e dos direitos civis é bruscamente interrompida. Martin Luther King tinha 39 anos ao ser morto na sacada de seu quarto no Lorraine Motel, em Memphis, no estado americano do Tennessee, com um tiro disparado de fora do prédio. O assassinato provocou protestos em mais de 100 cidades dos Estados Unidos, incluindo na capital, Washington. A violência dos conflitos entre manifestantes e policiais resultou em mais de 40 mortes, além de extensos danos à propriedade.

O convite - mostra que essa luta não foi em vão - Sacerdote, Professor, Pós- Doutorando, Ativistas do Direito Humanos, membro do Movimento Negro Brasileiro, Ivanir dos Santos, luta em prol das liberdades, direitos humanos, humanidades, do diálogo inter-religiosos. E acima de tudo, Ivanir, nos convida à compreender as estruturas sociais, políticas e religiosas em prol de um país mais plural e tolerante.

Compartilhe:

 

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 30.11.19.0125ª Marcha do Emp Crespo 30 Nov por Alberto Lima
  • 01.12.19.023Caminhada Samba. 01.Dez. Por Edgar de Souza
  • 10.11.19.007Festival Radioca.10 Nov, Por Rafael Passos
  • 28.09.19.023Rock Rural Janah e Raul. Casarão. 28 Set 2019
  • 06.03.19.156Patuskada para Exu Bouzanfrain. 06 Mar 2019
  • 05.03.19.174Carnaval no Pelô. Alb 2. 05 Mar 2019

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

HUMOR

  • Vai prá Cuba_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?