Salvador, 07 de March de 2021
Acesse aqui:                
Banner
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
Oficinas de capacitação no Quilombo do Monte em São Francisco do Conde
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Qua, 17 de Fevereiro de 2021 15:57

quilombo_sou02Vai até o dia 21 de fevereiro a programação de oficinas que o projeto Quilombo Sou - Sabores e Fazeres Tradicionais fará no Quilombo do Monte em São Francisco do Conde. Cursos de turismo étnico comunitário, de gastronomia, artesanato, fabricação de bandejas com materiais extraídos do quilombo e fabricação de berimbaus e mini-berimbaus. A ação termina com oficina e apresentação de capoeira.

A ideia do projeto é promover a produção, difusão, dinamização, pesquisa e estudos de valorização das culturas identitárias quilombolas e suas expressões artísticas e culturais existentes é o objetivo do projeto. A programação acontece em quilombos de São Francisco do Conde e Vera Cruz.

Começa dia 17 a oficina de turismo étnico comunitário. Com a visão do turismo, o curso vai passar como dialogar e os princípios básicos para receber bem. Além disso, falará do turismo em comunidade e, para a comunidade, o resgate da história, memória valores, cultura, saberes e como apresentar a natureza e a cultura como forma de trabalho e renda coletiva a partir da economia solidária. Vai mostrar exemplos de outros quilombos e fazer um estudo de roteiros potenciais a serem implantados, incluindo o ecoturismo, a observação de fauna e flora e outras possibilidades.

No dia 18 terá a oficina de gastronomia. Neste curso, acontecerá um resgate de pratos e bebidas da ancestralidade que representa a cultura quilombola, o território, os ecossistemas, o bioma, as matas, a baía, o passado indígena e africano (diáspora) que deu origem ao Monte. Vai fazer um inventário mínimo de ingredientes, da produção local e dos usos atuais e possibilidades. Vai ensinar aos quilombolas o que oferecer aos visitantes, comidas únicas do local, o que pode servir em um café, almoço e jantar de "nativo".

Nos dias 19, até o dia 21 oficinas de artesanato, fabricação de bandejas com materiais extraídos do quilombo, fabricação de berimbaus e mini-berimbaus  e o encerramento com a oficina e apresentação de capoeira.

O Quilombo Sou - Sabores e Fazeres Tradicionais fará visitas e imersões com os representantes e lideranças de cada quilombo para a construção das ações que serão realizadas e terá um chef curador que irá construir as ações a partir da identidade de cada lugar. No período, haverá  a adaptação dos roteiros existentes, fortalecendo a produção local (artesanato, agricultura, capoeira, samba, candomblé, etc) e incentivando o turismo comunitário e étnico afro.

O Quilombo Sou - Sabores e Fazeres Tradicionais é uma produção da Associação Hand Social. O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e do Centro de Culturas Identitárias-CCPI (Programa Aldir Blanc Bahia), via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Compartilhe:

 

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 24.02.2020.399Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 4. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.306Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 3. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.194Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 2. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.069Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 1. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.187Mudança, Magary, Motumbá. C. Grande. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.001Didá & Respeita as Minas. Campo Grande. 24 Fev 2020

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

Mais galerias de arte...

HUMOR

  • Impeachement_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?