Salvador, 17 de outubro de 2017
Acesse aqui:                
Banner
facebookorkuttwitteremail
Uma primavera negra por Zuggi Almeida
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Sáb, 30 de Setembro de 2017 17:55

Zuggi_AlmeidaA brisa da primavera chega trazendo boas novas para o mundo da cultura negra, mas, específico da Bahia.

O casal global Lázaro Ramos e Taís Araújo estava entre os homenageados no MIPAD - Most Influential People of African Descent, em Nova York, dia 26 passado.

O evento destacou personalidades africanas e da diáspora com menos de 40 anos e que atuam nos campos da política. negócios, comunicação e ações sociais humanitárias. A empreendedora paulista Adriana Barbosa e criadora da Feira Preta, também foi uma das homenageadas.

A série franco-brasileira Crime Time protagonizada pelo ator baiano Érico Brás foi indicada para concorrer ao Emmy Internacional, maior premiação da televisão mundial.
A atriz do Bando de Teatro Olodum Valdinéia Soriano ganhou o prêmio de melhor atriz, no Festival de Brasília com o filme baiano Café com Canela dirigido por Ary Rosa e Glenda Nicácio.
A design Goya Lopes ocupa os espaços do Museu Fowler da Universidade da California com a exposição " O poder da arte em uma metrópole afro-brasileira". A mostra conta com a trilha sonora do mestre Mateus Aleluia.

Em Salvador, a relações públicas Renata Dias assumiu a direção geral da Fundação Cultural do Estado da Bahia -FUNCEB.
A mais recente ocupação da gestão cultural no estado deu-se com a nomeação da professora e atriz Arany Santana como Secretária de Cultura, em substituição ao professor Jorge Portugal que solicitou afastamento do cargo.

O protagonismo no mundo da cultura traz consigo a responsabilidade e gera cobranças imediatas por conta das angústias. O passivo cultural trorna-se empecilho para implantação de uma política macro de planejamento com resultados adquiridos a médio e longo prazo. O futuro é hoje.

Esses são alguns dos desafios que serão encontrados por Arany Santana e Renata Dias que devem primar pela coerência em dar prosseguimento as acões gestadas pelo ex-secretário Portugal e por um orçamento já estabelecido.
Um estado que possui 52% de eleitores do sexo feminino ainda não contempla a proporcionalidade na representação de gênero nas empresas públicas ou privadas. Arany e Renata representam a transformação desses paradigmas enfrentados por mulheres, sobretudo as negras.

O feminino da cultura e da primavera contam a favor da secretária e da diretora para reafirmar o quanto são capazes de promover uma política plural num mundo diverso.

Arany, Goya, Renata, Glenda, Lázaro,Valdinéia, Adriana, Érico e Taís, vejo flores em tod@s vocês.

Brav@s !

Compartilhe:

 

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 13.10.17.059Dj Dinossauro, Chupito Bar. 13 Out 2017
  • 03.10.17.103Sarau da Casa da Mãe. 03 Out 2017
  • 17.09.17.034Lançamento do I Festival de Itaparica. 19 Set 2017
  • 19.9.17.040Sarau da Casa da Mãe. 19 Set 2017
  • 16.9.17.062Lebowski Pub e Borracharia. 16 Set 2017
  • 16.09.17.125Aniversário Keko Pires. Qattro. 16 Set 2017

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

HUMOR

  • Ano sagrado de Dois Mil e Netflix_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?