Salvador, 28 de June de 2022
Acesse aqui:                
Banner
facebookorkuttwitteremail
Tombamento: Casa de Ògún é reconhecida como patrimônio cultural de Salvador
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Sex, 10 de Junho de 2022 00:04

Casa_de_OgunAo cumprir seu propósito de preservar bens de valor histórico, cultural e arquitetônico, a Prefeitura de Salvador, através da Fundação Gregório de Mattos (FGM) realiza o tombamento da Casa de Ògún. A cerimônia acontece na próxima segunda-feira (13), na sede do terreiro, localizado na Praça Alcebíades Damasceno, 131, Candeal Pequeno/Brotas.

 

Dentre suas particularidades, a Casa de Ògún é o único espaço de culto à divindade no Brasil, seguindo e mantendo os mesmos ritos como ocorre em África, onde cada região cultua uma divindade da diáspora africana. Essa é uma tradição bicentenária, implantada por uma princesa e sacerdotisa nigeriana, que foi responsável pela compra do terreno e da liberdade de um escravizado, com que se casou.

Ambos realizaram o primeiro casamento na Igreja de Brotas e, ao oficializar a união no Brasil, passaram a ser chamados por Manoel Mendes e Josepha de Sant’Anna, conforme os ritos de batismo da Igreja Católica. Mendes, então, presentou sua esposa com uma pedra – Okutá – que havia trazido de África. O objeto, que era do tamanho de uma semente de jaca primeiramente, vem crescendo ao longo do tempo.

O processo de tombamento se iniciou em 2019, por meio de solicitação formulada pela Associação Brasileira de Preservação da Cultura Afro Ameríndia (AFA). Para Dona Didi, Mãe de Santo do terreiro, esse é um grande momento para a Casa de Ogum: “me sinto honrada, de chegar nesta idade, com mais de 100 anos, a frente desse espaço valioso para todos nós. Tenho a felicidade de participar de um momento ímpar com a lucidez garantida por Deus e os Orixás”, expressa a Ialorixá que completará 103 anos, próximo dia 24.

Para Fernando Guerreiro, presidente da FGM, "valorizar e preservar a memória da nossa cidade faz parte de um projeto de transformar Salvador em referência no campo cultural. A Casa de Ògún abriga elementos que fazem dela um patrimônio fundamental, com forte caráter identitário, guardando elementos únicas da formação de nossa cultura. Parabéns a todos os envolvidos, especialmente a Dona Didi, guardiã incansável desse templo sagrado. Ogum ye!”.

O tombamento da Casa de Ògún faz parte do Programa Salvador Memória Viva, que prevê uma série de ações de preservação dos bens materiais e imateriais de nossa cidade e de educação patrimonial. Para alcançar esse objetivo de uma forma ampla e contínua, a FGM investe esforços para o tombamento e registro dos nossos bens culturais públicos, aliando a um calendário de projetos que buscam a conscientização da população sobre a importância do tema, como: “Patrimônio é…”, “#Reconectar” e “Circuito #Reconectar”.

Compartilhe:

Última atualização em Sex, 10 de Junho de 2022 06:10
 

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 24.02.2020.402Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 4. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.352Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 3. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.165Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 2. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.022Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 1. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.172Mudança, Magary, Motumbá. C. Grande. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.020Didá & Respeita as Minas. Campo Grande. 24 Fev 2020

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

HUMOR

  • Golpe_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?