Salvador, 17 de October de 2021
Acesse aqui:                
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
Filme baiano premiado no Panamá ganha acesso direto ao Bolivia Lab 2022
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Sex, 23 de Julho de 2021 00:44
Eu_ViraO longa EU VIRA, dirigido por Naia Pratta e Matheus Vianna, recebeu o prêmio de Melhor Pitching no Panamá e conquistou o acesso direto ao Bolivia Lab 2022. O longa foi um dos 3 projetos brasileiros selecionados para a 10* edição do ACAMPADOC, programa formativo da Residência dirigido a documentários em etapa de desenvolvimento provenientes dos países membros da Conferência de Autoridades Audiovisuais e Cinematográficas de Iberoamérica (CAACI): Argentina, Bolivia, Brasil, Colombia, Costa Rica, Cuba, Chile, Ecuador, El Salvador, España, Guatemala, México, Nicaragua, Panamá, Paraguay, Perú, Portugal, Puerto Rico, República Dominicana, Uruguay, Venezuela e Itália como país convidado.
Participar do Acampadoc neste momento de desenvolvimento do projeto foi fundamental. Estamos entendendo melhor a história que queremos contar e os caminhos de distribuição do filme. Levar o prêmio de Melhor Pitching e acesso ao Bolívia Lab 2022 fez com que essa experiência se tornasse ainda mais especial”. Revela Matheus Vianna.
EU VIRA é um documentário autobiográfico sobre a relação de Naia com sua avó Elvira, que foi sumidade nos estudos do envelhecimento em meados do século XX e especialista no Mal de Alzehimer, demência pela qual acabou sendo acometida ao fim de sua vida. O filme será contado por uma perspectiva intimista, permeada por ausências, silêncios e o mar, um convite para reflexão do feminino a partir do encontro entre duas mulheres de gerações distintas.
Mais que um filme sobre relação familiar, essa é uma história sobre ancestralidade, sobre os ciclos da vida e todos os seus ensinamentos. Quero contar essa história para aumentar o fluxo desse rio de luta feminina dos dias atuais e fazer com que nós mulheres não duvidemos do nosso poder e busquemos nossas conquistas à qualquer época.. Destaca Naia Pratta.
Em parceria com Ibermedia, Bolívia Lab e outras relevantes instituições, o ACAMPADOC celebra uma década como uma importante plataforma de formação, integração e compartilhamento de projetos cinematográficos. Durante 14 dias, os longas passaram por consultorias com profissionais de renome como: Tato Moreno (Mendoza Film Lab, Argentina), Viviana Saaverdra (BoiviaLab, Bolívia) e Claudia Rodríguez (Preciosa Films, Colômbia).
Por meio de uma linguagem poética e sensível, o filme busca destacar a preservação da memória, trata do envelhecimento e tem admiração e afeto como motor propulsor. Por isso, consideramos sua relevância sócio-política, afinal, nos dias de hoje, acreditamos que amar é também um ato político. - conta Matheus Vianna.
Ao fim da Residência, Matheus e Naia realizaram um curta como experimento criativo do longa e apresentaram o pitching, que veio a ser premiado, estreitando assim, relações com outros laboratórios e players iberoamericanos.
Eu Vira . Documentário Autobiográfico . 90 min.  HD . Cor
Direção: Naia Pratta e Matheus Vianna
Empresa Produtora: Amuleto Artes Integradas
Co-Produtora: Laboratório Cisco

Compartilhe:

Última atualização em Sáb, 24 de Julho de 2021 02:08
 

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 24.02.2020.471Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 4. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.254Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 3. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.239Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 2. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.038Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 1. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.208Mudança, Magary, Motumbá. C. Grande. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.036Didá & Respeita as Minas. Campo Grande. 24 Fev 2020

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

HUMOR

  • Vai prá Cuba_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?