Salvador, 20 de August de 2018
Acesse aqui:                
facebookorkuttwitteremail
Novas formas de se fazer literatura - FLIPELÔ
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Ter, 07 de Agosto de 2018 15:58

Flipelo_Alberto_Mussa_3O mundo mudou, a literatura também! É com essa abordagem que os escritores de romances policiais Raphael Montes (RJ) e Marcelino Freire (PE) debatem as novas possibilidades para produzir literatura e se inserir no mercado literário na 2ª Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô). A mesa vai acontecer no Teatro Sesc-Senac Pelourinho, dia 10, às 12h, com mediação da doutora em Letras e pesquisadora em narrativas indígenas, Suzane Costa.

Raphael Montes é autor dos aclamados romances “Suicidas, Dias Perfeitos”, “O Vilarejo e Jantar Secreto”, todos sucesso de público e crítica, sendo traduzidos em mais de 20 países. E Marcelino Freire é autor do livro “Contos Negreiros”, com o qual foi vencedor do Prêmio Jabuti, além de idealizador da Balada Literária - evento que reúne escritores, nacionais e internacionais, no bairro da Vila Madalena (SP).

DEUSES E DEMÔNIOS PEDEM PASSAGEM

A história religiosa e mítica brasileira será tema da mesa de debate “Com a palavra o escritor: Deuses e Demônios no Terreiro Brasil”, realizada no Museu Eugênio Teixeira Leal, dia 11, às 16 horas. Os escritores cariocas e amigos Alberto Mussa e Luiz Antônio Simas são os convidados para debater sobre a influência das religiões de matrizes africanas e indígenas na literatura.

A mesa será mediada pela jornalista Denny Fingergutt.

Alberto Mussa e Luiz Simas são autores da obra “Samba de Enredo, História e Arte”, na qual apresentam a história do samba de enredo. Além disso, Alberto possui um trabalho de recriação da mitologia tupinambá e tradução da poesia árabe pré-islâmica, que lhe rendeu prêmio e reconhecimento internacional. Já Luiz possui um trabalho voltado à cultura afro-brasileira, sendo autor de obras premiadas, a exemplo do “Dicionário da História Social do Samba” - em parceria com Nei Lopes – premiado com o Prêmio Jabuti de Livro de Não Ficção do Ano, em 2016.

Flica_Luiz_Antonio_Simas_o_dia_simas_marcio_._

LITERATURA NOS TEMPOS DE “LIKES”

Com quantos “likes” se faz uma literatura? Essa é a pergunta que os escritores Clarice Freire (PE) e Saulo Dourado (BA) vão responder na 2ª Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô). Com mediação do radialista Renato Cordeiro (BA), os convidados irão debater sobre a relação entre literatura e o fenômeno das redes sociais, evidenciando como o ambiente virtual pode incidir no trabalho do escritor.

O papo vai acontecer na quinta-feira (09), no Teatro Sesc-Senac Pelourinho, às 12 horas.

A escritora Clarice Freire é autora dos famosos livros “Pó de Lua” e “Pó de Lua nas Noites em Claro”, além de ser proprietária da famosa página Pó de Lua no Facebook – que já conta com mais de 1,2 milhão de seguidores. Já o escritor Saulo Dourado é conhecido pelo seu trabalho na literatura infantil e os importantes prêmios que ganhou ao longo da sua carreira, com destaque para o internacional Prémio Literário Ferreira de Castro, na categoria Prosa de Jovens Autores.

Flica_Clarice_Freire_1

POLÍTICA E FUTEBOL COMO ELEMENTOS LITERÁRIOS

Na literatura, política e futebol são discutidos sim! Na 2ª Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô), os escritores

(DF) e Mário Rodrigues (PE) são convidados a debater sobre o registro histórico da política e do futebol na literatura, durante a mesa de conversa “Qualquer semelhança não é mera coincidência! A história política (e futebolística) do Brasil na mira da ficção”, na sexta-feira (10), às 14h, no Teatro Sesc-Senac Pelourinho.

A mesa vai estar sob mediação do jornalista e júri da edição 2018 do Oceanos - Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa, Rodrigo Casarin (SP).

José Almeida Júnior é autor do romance “Última Hora”, que lhe rendeu o Prêmio Sesc de Literatura 2017, no qual aborda a batalha editorial da imprensa brasileira no período ditatorial do Estado Novo. Já Mário Rodrigues é vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2016 e finalista do prêmio Jabuti 2017, pelo seu livro “Receita para se fazer um monstro”, e autor do romance “A Cobrança”, no qual relaciona a história política e futebolística brasileira.

REGIÃO NORTE PARA ALÉM DA BIODIVERSIDADE

A literatura da Região Norte do Brasil também vai marcar presença na 2ª Festa Literária Internacional do Pelourinho - FLIPELÔ. Os escritores Márcio Souza (AM) e Eliakin Rufino (RR) irão debater a riqueza literária e cultural nortistas na roda de conversa Com a palavra o escritor: Como anda a literatura produzida no Norte”, que será realizada no Museu Eugênio Teixeira Leal, no dia 09, às 14 horas.

O debate será mediado pelo também escritor e idealizador da Festa de Literatura da Amazônia (Flama), Marcos Aurélio Marques (RO).

Márcio Souza é um escritor famoso por retratar a Amazônia em suas obras literárias, principalmente os registros históricos da região, a exemplo da conquista do Acre pelo Brasil, no livro “Galvez, Imperador do Acre”. Eliakin Rufino é conhecido por unir música e poesia falada durante os seus shows de voz e violão, além de ser autor de poemas conhecidos nacional e internacionalmente.

CRAVOS DE PAPEL E O AMOR DE ZÉLIA E JORGE

Zélia Gattai ganha homenagem  na 2ª Festa Literária Internacional do Pelourinho – Flipelô que acontece de 8 a 12 de agosto nas ruas do Centro Histórico de Salvador. Na quinta-feira (9/8), às 9h, na Casa 47, ao lado da Fundação Casa de Jorge Amado, será aberta no Espaço Zélia Gattai, a exposição “Talentosa Graças a Deus”. A mostra traz painéis contando a história de Zélia, e exposição de fotos, os livros da escritora e suas tradu&c cedil;ões e objetos pessoais. O Shopping da Bahia, um dos patrocinadores da Flipelô,  preparou uma lembrança personalizada para quem for à exposição. O público que conferir a mostra ganhará um copo oficial da Flipelô e um cravo de papel que tem relação direta com o início do amor entre Jorge Amado e Zélia Gattai.

CONFIRA O ROTEIRO DE EXPOSIÇÕES DA 2ª  FLIPELÔ

A Festa Literária Internacional do Pelourinho, em sua segunda edição, irá promover diversos debates, rodas de conversa, contações de histórias, apresentações teatrais, musicais, oficinas e também exposições espalhadas pelo circuito da Flipelô.

Na quinta-feira (9/8) é aberta a primeira exposição na Galeria Solar do Ferrão, às 11h, do fotógrafo baiano, Robério Braga, irá expor suas fotografias artísticas que tem como foco pessoas negras, com cabelos artisticamente trançados, clicadas dentro de igrejas baianas. Também na Galeria Solar do Ferrão  será aberta a mostra homenagem “A Missa” divide espaço com “Poesia é coisa de mulher”, dedicada a escritora baiana Myriam Fraga.

Também na quinta-feira, na Casa 47, ao lado da Fundação Casa de Jorge Amado, será aberta no Espaço Zélia Gattai, a exposição “Talentosa graças a Deus” em homenagem a escritora, a partir das 11h. Já na Igreja Rosário dos Pretos (Pelourinho), a partir das 16h, acontece a abertura das exposições “Coisa de Preto” criação do Padre José Paulino e &ldquo ;Africanidades” da artista plástica, Rose Mafalda

FLIPELÔ+ - Todas as exposições que estão na rota da Flipelô estarão abertas à visitação até 31 de agosto, es há outras mostras que ocupam espaços do Centro Histórico e também foram incorporados a Flipelô+, a programação paralela da Festa. A Galeria Fundação Pierre Verger (Portal da Misericórida) tem a mostra “A chegada de Verger na Bahia” e funciona das 10h às 17h.

A Casa do Carnaval também entrou no circuito Flipelô+ com a exposição permanente de esculturas, adereços, vídeos e áudios que contam de maneira interativa a história do carnaval, funciona das 11h às 18h.  E também a Biblioteca Anísio Teixeira expõe das 9h às 12h, as redações e poesias dos alunos vencedores do IV Concurso para escritores.

www.flipelo.com.br

#flipelo

#flipelo2018

VAI ROLAR A FESTA ! Mesas de debates, bate-papos com crianças, jovens e adultos sobre os mais variados aspectos da literatura, lançamentos de livros, saraus de poesia, slam e uma rica programação infantil com contação de história e diversas atividades lúdicas marcarão esta edição. Haverá também exposições, apresenta&c cedil;ões teatrais e musicais e, pela primeira vez, a Rota Gastronômica Amados Sabores, que contará com a participação de 20 restaurantes do Centro Histórico, que produzirão pratos com preços especiais com receitas inspiradas no livro de Paloma Amado, "A Comida Baiana de Jorge Amado".

A 2ª edição da Festa Literária Internacional do Pelourinho, a FLIPELÔ 2018, conta com o patrocínio do Ministério da Cultura, Instituto CCR, Banco do Nordeste do Brasil e TPC Logística, por meio da Lei Rouanet, e do Estado da Bahia. O evento tem ainda o apoio da CCR Metrô, da BAHIAGÁS, Senac, Prefeitura de Salvador, Sebrae e do Shopping da Bahia, correalização do SESC, produção da Sole Produções e realização da Fundação Casa de Jorge Amado

A Fundação Casa de Jorge Amado é mantida com apoio do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, Prefeitura de Salvador e Shopping da Bahia e é considerada um ponto de referência na geografia cultural de Salvador.

Compartilhe:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 18.0.2018.025Discotecagem Dj Gug. Lebowski. 18 Ago 2018
  • 18.8.18.022Despedida de Zimba Selector. Red. 18 Ago 2018
  • 18.08.18.015Salsa Bahia. Boteco 68. 18 Agosto 2018
  • 10.08.2018.074Grupo Botequim. Patio Igreja. 10 Ago 2018
  • 10.08.18.038Maracatu Ventos de Ouro. Casa Preta. 10 Ago 2018
  • 10.8.18.026Bruna Barreto e Conv.. Lebowsky. 10 Ago 2018

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

HUMOR

  • Aves de Rapina_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?