Salvador, 25 de November de 2020
Acesse aqui:                
Banner
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
Museu de Arte da Bahia lança acervo digital no Google Arts & Culture
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Sex, 20 de Novembro de 2020 13:59

Museu_de_Arte_da_Bahia__lanaO Museu de Arte da Bahia está a partir de agora no Google Arts & Culture, plataforma do Google que ajuda a divulgar o trabalho dos mais importantes museus e manifestações culturais do mundo.  O MAB é o primeiro museu no Estado a ter seu acervo virtual na plataforma.

Para conferir acesse aqui.

Esse é um trabalho desenvolvido em conjunto com as equipes de Pesquisa, Museologia e Comunicação do Museu, com a direção da museóloga Ana Liberato. Segundo ela, a partir de agora, público de todo mundo poderá acessar o MAB de forma virtual e conhecer algumas das 15 mil obras que fazem parte do seu acervo, vinculado ao Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural - IPAC - e Secretaria da Cultura da Bahia - SecultBa.

Serão apresentadas inicialmente três exposições: "Coleção Lopes Rodrigues", com destaque para as obras destes renomados pintores do século XIX, o pai, João Francisco Lopes Rodrigues e seu filho, Manoel Lopes Rodrigues, que tanto contribuíram para o enriquecimento das artes na Bahia. Fazem parte da mostra, obras de grande importância, como "A República", "Dois Véus", "Orquestra Ambulante", além de naturezas mortas e paisagens. A outra exposição, "O Negro e as Artes Plásticas no MAB" uma reverência ao Novembro Negro, apresenta ao público, obras de Carybé, Emanoel Araújo, entre outros.

"Vistas e Igrejas de Salvador", a terceira mostra da plataforma, contempla as obras de artistas como: Presciliano Silva, Alberto Valença, João Alves, Mendonça Filho, retratando paisagens, igrejas e marinhas, e representam marcas do passado, guardadas hoje neste museu e que evocam a lembrança de alguns  aspectos da antiga Cidade do Salvador.

MUSEU DE ARTE DA BAHIA

O Museu do Estado foi criado pela lei 1.255, de 23 de julho de 1918, na gestão do Governador Antônio Muniz, como uma seção anexa ao Arquivo Público.
O decreto nº 2220, de 26 de julho de 1920 regulamentou o Arquivo Público e Museu do Estado subordinados à Secretaria do Interior, Justiça e Instrução Pública.
No governo de Góes Calmon (1924 - 1928) criou-se no Museu do Estado a Seção de Pinacoteca, com a transferência da Coleção Jonathas Abbott que até então estava conservada no Liceu de Artes e Ofícios.
Em 1938, no período da interventoria de Landulfo Alves, o Decreto nº 10774, de 16 de maio de 1938 transferia para a Secretaria de Educação, Saúde e Assistência Pública, a Pinacoteca e Museu do Estado, desmembrados do Arquivo Público.

O acervo do museu foi enriquecido, em 1943, com a aquisição de uma grande coleção de artes decorativas, composta por peças de mobiliário, cristais, porcelanas orientais e europeias, esculturas religiosas e pinturas pertencentes ao ex-governador Góes Calmon.
A denominação atual “Museu de Arte da Bahia” data de 1970, durante o Governo de Luiz Viana Filho.
O acervo inicialmente constituído, essencialmente, pelas Coleções Jonathas Abbott e Góes Calmon, foi enriquecido através dos anos com novas aquisições e doações, totalizando hoje 14.723 peças.

Sedes


Em 1931 o acervo foi aberto para visitação pública após sua instalação no Solar Pacífico Pereira, na Praça Dois de Julho (Campo Grande), no terreno onde hoje está o Teatro Castro Alves. Em 1946 foi transferido para o Solar Góes Calmon, em Nazaré, sede atual da Academia de Letras da Bahia.  
Sob a direção do artista plástico Emanoel Araújo, em 5 de novembro de 1982, o museu foi instalado na sua nova sede, no Corredor da Vitória, onde se encontra até os dias atuais.

O prédio foi totalmente restaurado e adaptado às necessidades de um museu, tendo sido recuperada também uma grande parte do seu valioso acervo.
O Museu de Arte da Bahia possui referências históricas importantes, a partir da própria história da casa. No local existiu, no século XIX, o palacete do comerciante, José de Cerqueira Lima. Em 1858 o prédio foi vendido ao prof. Francisco de Almeida Sebrão para se tornar o Colégio São José, tendo funcionado até 1870. Em 1880 foi então adquirido pelo Governo para residência dos Presidentes de Província e, a partir de 1891, funcionou como Palácio dos Governadores.

Sobre o Google Arts & Culture

O Google Arts & Culture disponibiliza virtualmente mais de 2.000 museus ao seu alcance. É a sua porta para explorar a cultura em toda a sua diversidade, uma maneira imersiva de explorar arte, história, maravilhas do mundo e histórias sobre o patrimônio cultural, desde as pinturas dos quartos de Van Gogh, a cela de Mandela aos templos antigos, dinossauros, ferrovias indianas ou comida no Japão. No Brasil, a plataforma apresenta exposições de mais 60 instituições parceiras. Mais sobre o Google Arts & Culture: aqui. O aplicativo Google Arts & Culture é gratuito e está disponível na Web, no iOS e no Android.

Compartilhe:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 24.02.2020.400Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 4. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.300Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 3. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.210Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 2. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.090Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 1. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.211Mudança, Magary, Motumbá. C. Grande. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.120Didá & Respeita as Minas. Campo Grande. 24 Fev 2020

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

HUMOR

  • Vai prá Cuba_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?