Salvador, 20 de agosto de 2019
Acesse aqui:                
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
Battisti, um peão no xadrez dos hipócritas e mesquinhos, por Fábio de Oliveira Ribeiro
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Cidadania
Seg, 17 de Dezembro de 2018 05:13

FABIO_DE_OLIVEIRA_RIBEIROAlguns dias depois de Cesare Battisti ser preso a mando de Luiz Fux - aquele ministro do STF que gosta de aplicar o princípio da presunção da culpa desde que condenou José Dirceu porque ele não provou sua inocência - o usurpador Michel Temer assinou um decreto determinando a extradição do militante de esquerda italiano a quem o Brasil havia concedido asilo político. Segundo alguns jornalistas essa medida irá restabelecer as boas relações entre o Brasil e a Itália.

As relações entre os dois países, entretanto, não foram abaladas por causa da permanência de Battisti no Brasil. Os italianos ameaçaram boicotar a Copa do Mundo de 2014 e recuaram. A seleção da Itália cá esteve, se não fez bonito foi por falta de futebol. Em 2007 a Itália não impediu a Iveco de celebrar um contrato para fabricar tanques para o Exército brasileiro.

O “caso Battisti” foi tratado como um problema secundário e/ou irrelevante. Ele nunca chegou a provocar qualquer estrago no comércio bilateral entre Brasil e Itália. A estadia daquele ex-guerrilheiro italiano em nosso país nunca impediu os consumidores brasileiros de comprar vinhos, azeites, massas, queijos e outros produtos italianos nos supermercados. Nossas exportações para aquele país não foram afetadas.

A decisão tomada por Michel Temer não vai afetar as relações bilaterais Brasil-Itália. Na verdade, a extradição de Cesare Battisti não passa de uma declaração política mesquinha. O que o usurpador quer é apenas fornecer mais uma prova de que ele é capaz de desfazer tudo o que foi feito pelo PT. O problema do Brasil nesse momento, porém, é outro.

Gostemos ou não, uma verdade factual deve ser admitida: o golpe de estado de 2016 “com o Supremo com tudo” que levou Temer à presidência destruiu a boa imagem do nosso país no exterior. Nada indica que a posse de Bolsonaro aumentará a credibilidade do Brasil. Além disso, o chanceler escolhido por Bolsonaro é tão ou mais irrelevante do que que Aloysio Nunes.

Ernesto Araújo pode não ser um alcoólatra grosseiro como seu antecessor, mas ele acredita em aliens. A cruzada dele contra as pautas abortistas e anticristãs provocará um encolhimento do comércio exterior brasileiro e irá desestimular o turismo no país. Não seria melhor Bolsonaro nomeá-lo Ministro das Relações Extraterrestres?

Tudo bem pesado, devemos concluir que Cesare Battisti é um peão movido aleatória e desnecessariamente no tabuleiro diplomático. Seu retorno à Itália será imediatamente esquecido. Ele não irá modificar de maneira profunda as relações entre os dois países, nem incentivará os empresários italianos a investir ou fazer turismo no Brasil.

Artigo publicado originalmente em  https://jornalggn.com.br/blog/fabio-de-oliveira-ribeiro/battisti-um-peao-no-xadrez-dos-hipocritas-e-mesquinhos-por-fabio-de-oliveira-ribeiro

 

Compartilhe:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 06.03.19.057Patuskada para Exu Bouzanfrain. 06 Mar 2019
  • 05.03.19.259Carnaval no Pelô. Alb 2. 05 Mar 2019
  • 05.03.19.126Carnaval no Pelô. Alb 1. 05 Mar 2019
  • 04.03.19.228-1Ilê Aiyê. Campo Grande. Alb 2. 04 Mar 2019
  • 04.03.19.209Ilê Aiyê. Campo Grande. Alb 1. 04 Mar 2019
  • 04.03.19.138Mudança do Garcia. Festa Ednice. 04 Mar 2019

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

HUMOR

  • Vai prá Cuba_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?